Lula oilSomente neste ano as ações da Petrobras já perderam 25% de valor em dólar, enquanto o Ibovespa está praticamente estável. É o custo PT destruindo valor na principal empresa do país. A Petrobras valia cerca de $ 200 bilhões no começo do ano, e agora vale $ 150 bilhões. Esses $ 50 bilhões a menos foram dizimados pela politicagem oportunista do governo Lula na estatal, de olho grande no pré-sal.

A empresa fará um mega levantamento de recursos no mercado daqui a alguns dias. O valor esperado é semelhante ao destruído por conta das incertezas dos investidores e da supervalorização das reservas de petróleo da União na hora de capitalizar a empresa com esse ativo (para os leigos, trata-se de roubo puro e simples).

Eis a brilhante lógica petista: para levantar $ 50 bilhões de capital novo para a estatal, o governo destrói $ 50 bilhões de valor de mercado dela antes! Fica tudo na mesma depois, com uma singela diferença: agora os acionistas privados minoritários (ou seria “menor otários”?) serão diluídos, enquanto o governo terá maior participação na empresa. Milhares de investidores do FGTS precisam perder, para o governo ganhar. Nada mais justo!

O petróleo é “nosso”; mas os recursos provenientes do “ouro negro” é deles, já que ninguém é de ferro (muito menos os “altruístas petralhas”). E para quem acha que está ruim, lembre-se que sempre pode piorar. Vide a PDVSA do camarada Chávez, na Venezuela, aquele que declarou abertamente sua preferência por Dilma nas eleições brasileiras. Por que será?

Imprimir