arpanet-directory— Ainda haveria o catálogo da foto ao lado listando todos os emails do mundo;

— Cada website teria que observar as normas da ABNT;

— Conta no Facebook só poderia ser registrada com CPF e RG;

— Haveria cotas para conteúdo nacional no YouTube;

— Sua Senha de Acesso Universal (SAU) estaria seguramente protegida no cartório de sua cidade;

— A cada seis meses, a Folha Dirigida listaria novo concurso para vagas de Moderador de Redes Sociais;

— Comentários em blogs seriam aprovados pelo Ministério da Comunicação Informática;

— Spams implicariam multa de até 20 (vinte) salários mínimos;

— Os preços na Amazon já incluiriam imposto sobre lucro presumido;

— Cada email enviado teria que pagar uma pequena taxa aos Correios por “substituição eletrônica de correspondência”;

— O Twitter teria que aumentar o número de caracteres para não “impor limites à expressividade do povo brasileiro”;

— Os pobres receberiam um Vale-Wikipédia que daria acesso a até 10 artigos por mês;

— A Argentina não teria internet.

Imprimir