A lista de causas para aumento das mortes súbitas e derrames, segundo a grande imprensa

6
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

[Lee esto en Español]

A coletânea de manchetes na grande imprensa nacional e internacional com as explicações mais curiosas.

No no estudo inicial da vacina da Pfizer, publicado no New England Journal of Medicine, com cerca de 44 mil pessoas, sendo 22 mil no placebo e cerca de 22 mil na vacina, morreu mais gente por todas as causas no braço vacina que no braço placebo. De início, era 15 a 14. Logo depois, ao atualizarem esse número na FDA, agência regulatória norte-americana, o número foi para 21 a 17. Agora, sem nenhuma surpresa, na atualização mais recente, ficou pior ainda e já é 22 a 16.

“Encontramos evidências de um aumento de mais de 3,7 vezes no número de mortes devido a eventos cardíacos em indivíduos vacinados com a BNT162b2 em comparação com aqueles que receberam apenas o placebo”, escreveram os cientistas na última atualização.

Depois da aplicação em massa do produto, um excesso de mortalidade populacional foi registrado. Na Lancet, o periódico científico de maior impacto do mundo, fizeram uma análise dos dados do Reino Unido: excesso de 7,2% em 2022 e de 8,6% em 2023. O destaque? Doenças cardiovasculares. A comparação foi com 5 anos anteriores.

E sabem o que foi mais interessante neste levantamento da Lancet? Foi o aumento de mortes em casa, ou seja, mortes súbitas. Nem deu tempo de ir ao hospital. Foram impressionantes 22% de aumento.

As empresas de seguro de vida dos EUA, os que pagam as contas, também constataram a mesma coisa: mais mortes “inexplicáveis” de pessoas novas desde 2021.

Bem, como todos estão vendo muitas pessoas morrendo repentinamente e outras com doenças cardiovasculares, a grande imprensa precisou falar de infartos e mortes súbitas. O assunto foi para as manchetes. Eles precisavam explicar.

Normalização

Aqui, a coletânea de manchetes na grande imprensa nacional e internacional com as explicações mais curiosas desde 2021.

Para o Wales Online, do País de Gales, o que está causando os infartos é o aumento na conta de luz:
Aumento do preço da conta de energia pode causar ataques cardíacos e derrames, diz TV GP

Já o Express, do Reino Unido, diz que a causa de infartos é o heavy metal e o techno:
Fibrilação atrial: dois gêneros musicais ligados a arritmias cardíacas “potencialmente perigosas”

Na Revista Veja, a causa dos infartos é o aquecimento global:
Com mundo mais quente, aumenta o impacto das mudanças climáticas na saúde

Por outro lado, CNN Brasil, o real culpado não é o calor, mas o frio:
Doenças cardiovasculares podem aumentar até 30% no inverno; veja cuidados

Já para Daily Mail, do Reino Unido, é sim, o frio, mas o problema só dá se remover a neve:
Especialista alerta que remover neve pode ser uma forma mortal de descobrir condições cardiovasculares subjacentes, já que forçar o coração com atividades físicas pode causar morte súbita

No The Times of India, a culpa não é do frio, mas do calor mesmo, mas junto com umidade:
Ataques cardíacos são mais frequentes quando o calor e a umidade são altos: estudo

No The Guardian, do Reino Unido, a culpa é, na verdade, da chuva:
Inundações associadas ao aumento de mortes por doenças cardíacas e pulmonares, mostra pesquisa liderada pela Austrália

No Express, do Reino Unido, não tem nada a ver com o clima. A culpa dos infartos é a louça suja:
Lavar a louça ajuda a eliminar o risco cardíaco

No Express do Reino Unido, o mistério foi resolvido. O culpado dos infartos é pular o café da manhã:
Ataque cardíaco: pular o café da manhã aumenta o risco?

No The Sun, do Reino Unido, o motivo do excesso de infartos é porque você faz muito cocô:
FATOR DE RISCO: A frequência com que você vai ao banheiro todos os dias pode “prever o risco de ataque cardíaco”

No The Times, do Reino Unido, a causa dos ataques cardíacos é ser solteiro:
Mulheres idosas solitárias correm maior risco de ataque cardíaco, mostra estudo

Por outro lado, o Wales Online, do País de Gales, diz que, na verdade, o motivo do povo morrer de mal súbito é o contrário. É porque o pessoal namora:
A idade média da morte súbita durante o sexo é 38 anos – por que isso acontece

Já o The Independent, do Reino Unido, explica que a verdadeira causa são os namoros conturbados:
Um relacionamento feliz melhora a saúde do coração, afirma novo estudo

Já na News19, dos EUA, a causa dos aumento de infartos é terminar os namoros:
Os médicos dizem que a ‘Síndrome do Coração Partido’ é real e pode ser mortal

Na Isto é, a causa dos problemas cardiovasculares é não fazer exercícios é assistir muita TV:
Assistir TV pode aumentar o risco de coágulos sanguíneos, aponta estudo

Já o Irish Times, da Irlanda, diz o contrário, que o culpado é fazer exercícios:
A atividade física pode aumentar o risco de ataque cardíaco, sugere estudo

Segundo a British Heart Foundation, a causa é o sono errado. É porque as pessoas dormem pouco ou muito:
Dormir pouco ou demais aumenta o risco de doenças cardíacas?

No The Sun, do Reino Unido, a causa tem, sim, a ver com o sono, mas por causa do horário de verão:
Adiar os relógios uma hora pode ser perigoso para milhões de britânicos com sérios problemas cardíacos

Já para o Canaltech, do Brasil, o culpado dos infartos não é o horário de versão, mas sim a luz acesa:
Dormir de luz acesa aumenta risco de doenças cardíacas e diabetes; entenda

Para o Express, do Reino Unido, a causa dos infartos são os alimentos industriais “sem gordura”:
Ataque cardíaco: o alimento “saudável” que pode “colocá-lo em risco de doença cardíaca”

Segundo o The Standard, do Reino Unido, o que está causando infartos é o stress:
Até 300.000 pessoas enfrentam doenças cardíacas devido ao transtorno de estresse pós-pandemia, alertam os médicos

No North Wales Chronicle, da Austrália, o culpado dos ataques cardíacos são adoçantes artificiais:
Adoçantes artificiais encontrados em bebidas dietéticas podem aumentar o risco de ataque cardíaco – pesquisa

No The Sun, do Reino Unido, o culpado foi descoberto recentemente pelos cientistas. É o resfriado comum:
O resfriado comum pode desencadear um distúrbio mortal do coágulo sanguíneo, descobrem os cientistas pela primeira vez

O Express, do Reino Unido, colocou a culpa dos AVCs no transtorno obsessivo-compulsivo:
AVC: Pessoas com uma doença comum podem ter “três vezes” mais probabilidade de sofrer um AVC

No Express, do Reino Unido, o culpado é a dieta sem glúten:
Ataque cardíaco: a dieta “saudável” que pode “aumentar” o risco de ter um ataque cardíaco

O The Scientist, dos EUA, o culpado dos infartos e avcs é o barulho de carros, aviões e trens:
Como o ruído ambiental prejudica o sistema cardiovascular

Segundo o UOL, do Brasil, o culpado do aumento de infartos e AVCs são eleições:
Como eleições aumentaram casos de infarto e AVC nos EUA: existe o mesmo risco no Brasil?

No New York Post, dos EUA, as mortes súbitas infantis são causadas pelo videogame:
Videogames podem causar problemas cardíacos fatais em crianças: estudo

Segundo o Today, dos EUA, mortes súbitas infantis são, realmente, coisas comuns:
Todas as crianças devem ser examinadas quanto à possibilidade de parada cardíaca súbita, diz o grupo

Segundo o Today, dos EUA, a causa é que as pessoas estão com raiva ou perturbadas emocionalmente:
O AVC pode ser desencadeado por raiva, perturbação ou exercício intenso na hora anterior

No Daily Mail, do Reino Unido, a causa dos infartos é tomar sol um dia só:
Tomar sol por apenas UM DIA aumenta o risco de doenças cardíacas – e impede o corpo de combater infecções, segundo estudo

Já para o The Times, do Reino Unido, todos listados acima estão errados. Só se sabe que está acontecendo, mas o motivo é um mistério:
Aumento misterioso de ataques cardíacos devido a artérias bloqueadas

A New Scientist, dos EUA, confirma que realmente é um mistério. Ninguém sabe o motivo:
Há milhares de mortes a mais no Reino Unido do que o normal e não sabemos por quê

E apesar de ser um mistério, e que, portanto, pode ser tudo, absolutamente qualquer coisa, o Governo brasileiro já me garantiu que uma coisa, pelo menos, não é:
É falso que vacinas contra Covid-19 causem mal súbito

Mas não é para as pessoas se preocuparem, porque segundo o site especializado em saúde e ciência Revyuh News, dos EUA, na verdade, é benéfico ter um ataque cardíaco:
Novo estudo revela benefício chocante do “ataque cardíaco”

 

 

 

Artigo original aqui

6 COMENTÁRIOS

  1. Artigo excelente, muito bom trabalho do autor de juntar tantos exemplos de como a mídia inventa qualquer coisa para sustentar a narrativa, são realmente criminosos.

    • Mateus,
      Nem consigo imaginar quantos bilhões de PIX receberam das Big Pharma para defender esse veneno com tanto frisson!
      Não à toa este é o experimento mais bem protegido e blindado de críticas da história! Admira-me como o asteróide que extinguiu os dinossauros no México não recebeu culpa dos óbitos!

  2. “…eu não preciso ler jornais, mentir sozinho eu sou capaz…” – Cowboy fora da lei, Raul Seixas.

    Isso lá na década de 1980, hoje a manipulação da mídia já passou de todos os limites.

    Tem até um artigo aqui de título: “O gaslight do establishment já passou de todos os limites”, ou algo do gênero.

  3. Sinceramente? Enquanto lia o inventário de pretextos esfarrapados e mal cozidos, não sabia se ria ou chorava por dentro! Parecem esquetes do antigo programa humorístico Casseta & Planeta! O nível de seriedade destas notícias equivale às publicadas envolvendo a lindíssima modelo plus-size Thaís Carla.
    Há uma, que em 2021, ouvi quando soube da morte de uma jovem médica de 31 anos após AVC (que aparentemente era uma jovem sã) aqui no Sul: “morreu possivelmente por uso excessivo de anticoncepcionais”. Até 2020, mulher nenhuma falecia por isso e não houve (não na mídia tradicional, é claro) questionamentos sobre uma moça, com a vida pela frente, vir a óbito. Teria a família da jovem em tela acatado o “diagnóstico”?
    O mais entristecedor, é que tais matérias são lidas/divulgadas e a progressistada woke as engole como revelação bíblica. Alguns deles (e infelizmente conheço de perto gente assim), nem sequer esfregando em suas fuças os artigos do Rothbard Brasil os fará acordar; a primeira reação, automaticamente, é desacreditar o blog, alegando que é de “extrema-direita” (mesmo com artigos criticando a Israel) e que publica “fake-news sobre as salvadoras vacinas, por apoiar ao ‘genocida racista homofóbico transfóbico do Bozo”.

    Imaginemos em que pé estaríamos se os diabos canhotos conseguissem a almejada censura da rede mundial por aqui!

  4. Não fiquei na dúvida se ria ou chorava lendo essas bobagens: se a primeira impressão é a que fica, dei uma gargalhada. Não posso fazer nada.

    Aqui no Rio Grande do Sul um médico que veio ajudar faleceu de morte súbita – que Deus lhe de descanso eterno. E com os devidos
    comentários: jovem, atleta, sem histórico de doenças.

    É irônico que a extrema mídia não saiba exolicar mais este caso mas já existem milhares de doutores explicando a causa da tragédia que se abateu por aqui…

  5. Admito que ri lendo isso. É literalmente um “a causa pode ser tudo, menos aquilo que me pagaram para defender/fazer gaslighting”,

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui