A vietnamização da Ucrânia

4
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

[Lee esto en Español]

À medida que a derrota da Ucrânia na guerra se aproxima, os neoconservadores estão desesperados para empurrar os EUA ainda mais para o conflito. No fim de semana, a ex-funcionária do Departamento de Estado dos EUA Victoria Nuland disse à ABC News que os EUA devem ajudar a facilitar os ataques com mísseis ucranianos dentro do território russo. O governo Biden evitou até agora se envolver em tais ataques, provavelmente porque o presidente russo, Vladimir Putin, alertou que a Rússia atacará qualquer instalação que forneça ou facilite ataques dentro da Rússia, onde quer que estejam.

É um aviso claro de uma potência nuclear, mas à medida que Nuland e seus colegas neoconservadores veem seu projeto na Ucrânia fracassando, eles exigem uma escalada. Foi exatamente o que fizeram em seus projetos desastrosos anteriores, como a Guerra do Iraque, os ataques à Síria e à Líbia e a ocupação de 20 anos do Afeganistão. Para eles, o fracasso nunca é porque foi uma má ideia em primeiro lugar, mas porque não foram despejadas vidas e recursos suficientes nessa má ideia para obter um bom resultado.

Mas a Rússia não é o Iraque nem a Líbia. Desta vez, eles estão brincando com a Terceira Guerra Mundial e a destruição nuclear e ninguém em Washington  parece preocupado.

Na quinta-feira passada, o presidente do Estado-Maior Conjunto, Charles Q. Brown, disse que os instrutores da OTAN implantados dentro da Ucrânia eram inevitáveis. “Chegaremos lá eventualmente, com o tempo”, disse ele. Isso, é claro, é exatamente como chegamos à Guerra do Vietnã, mas a Rússia em 2024 dificilmente será o Vietnã do final dos anos 1950. A Rússia de hoje é um país que pode revidar e pode projetar poder militar até a fonte, que significa os Estados Unidos.

Vale a pena morrer em uma guerra nuclear pelo projeto de Nuland na Ucrânia?

Todo o envolvimento dos EUA nesta guerra por procuração foi baseado em mentira após mentira. Disseram que tínhamos de ajudar a Ucrânia a derrotar a Rússia porque a própria democracia estava em jogo. Então o presidente ucraniano Zelensky cancelou as eleições, então eles nos disseram que temos que ajudar a Ucrânia a derrotar a Rússia porque Putin não vai parar por aí – ele em breve estará marchando por Berlim, Londres e talvez até Nova York!

Isso não lembra como os neoconservadores estavam nos alertando que Saddam iria atacar o continente americano com drones e que ele estava operando laboratórios móveis de armas? Vale qualquer coisa para colocar o público a bordo de sua guerra.

O fato é que os neoconservadores e belicistas mentem constantemente. Eles farão o que for preciso para conseguir suas guerras e, infelizmente, não temos uma mídia independente nos EUA para desafiá-los sobre suas mentiras. A mídia americana está tão intimamente ligada ao complexo militar-industrial que também é parte interessada nos lucros da guerra, então eles não querem tumultuar nada.

Quem pensa que não podemos ser sugados para outra guerra como fomos com a mentira de George W. Bush de que Saddam Hussein tinha armas de destruição em massa não está prestando atenção. Isto está acontecendo de novo, em tempo real.

O fato é que vivemos em uma sociedade profundamente corrupta, dominada por indivíduos que não acreditam na verdade. Quando você não acredita na verdade, você não terá escrúpulos em manipular os outros para fazer sua vontade. Portanto, a menos que sejam interrompidos, neoconservadores como Nuland exigirão mais ataques à Rússia, mais tropas dos EUA na Ucrânia, mais escalada. Até que a Rússia revide. Então tudo vai acabar. É isso que queremos?

 

 

 

 

Artigo original aqui

Artigo anteriorUma dissecação rothbardiana de Javier Milei
Próximo artigoLos randianos son colectivistas genocidas
Ron Paul
é médico e ex-congressista republicano do Texas. Foi candidato à presidente dos Estados Unidos em 1988 pelo partido libertário e candidato à nomeação para as eleições presidenciais de 2008 e 2012 pelo partido republicano. É autor de diversos livros sobre a Escola Austríaca de economia e a filosofia política libertária como Mises e a Escola Austríaca: uma visão pessoal, Definindo a liberdade, O Fim do Fed – por que acabar com o Banco Central (2009), The Case for Gold (1982), The Revolution: A Manifesto (2008), Pillars of Prosperity (2008) e A Foreign Policy of Freedom (2007). O doutor Paul foi um dos fundadores do Ludwig von Mises Institute, em 1982, e no ano de 2013 fundou o Ron Paul Institute for Peace and Prosperity e o The Ron Paul Channel.

4 COMENTÁRIOS

    • Eleições são colocar a porra de um papel com nome de algum genocida dentro do rabo da mãe de algum democrata. Ou seja, é só o fantoche dos EUA revogar a lei marcial para ter as tais eleições. É um simples decreto…..a lei do estado é isso mesmo, só um pedaço de papel. Só que fortemente armado….

  1. Alguém saberia me indicar qualquer lugar com crediblidade, onde eu possa me informar sobre as consequêNcias desta destruição mútua de EUA e Rússia em caso de conflito nuclear? eu cresci durante a fase final da guerra fria e eu só ouvia que a vida humana seria varrida da face da terra. Eu duvido. Em todo o caso. Mas parece propaganda ideológica…

    • Não me lembro de onde eu li, mas uma guerra mundial com o uso massivo das bombas atômicas por todas as potências nucleares, não seria suficiente para exterminar toda a vida no planeta. (a despeito da lenda)

      Bilhões de pessoas seriam mortas, seria o conflito mais mortal da história mas ainda assim não conseguiria exterminar toda a espécie humana e a vida no planeta.

      Tudo não passou de lendas criadas pelos governos e pelos estúdios de cinema.

      Lembre-se, o medo é um mecanismo de controle muito eficiente.