Governador da Flórida diz aos alunos para tirar máscaras “ridículas”

1
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

“Temos que parar com esse teatro Covid”

Durante um discurso na Universidade do Sul da Flórida, o governador Ron DeSantis se voltou para os alunos que estavam logo atrás dele e pediu que tirassem suas máscaras, chamando aquilo de “teatro ridículo”.

DeSantis se aproximou do púlpito para anunciar o financiamento para a educação em segurança cibernética, mas se ressentiu com os alunos mascarados que estavam posicionados lá para as câmeras.

“Vocês não precisam usar essas máscaras”, disse DeSantis.

“Quero dizer, por favor, tire-as. Honestamente, elas não servem para nada e temos que parar com esse teatro Covid”, pediu o governador.

“Se você quiser usar, tudo bem, mas isso é ridículo”, afirmou.

Em uma reviravolta na história, um aluno que aparentemente removeu a máscara com alegria foi mais tarde repreendido por sua mãe, que também criticou DeSantis por dizer aos alunos para tirar as máscaras.

Ela fez tudo isso sem se preocupar em usar uma máscara:

Ela está sem máscara na entrevista enquanto seu filho usa uma máscara, pois ela afirma que tirar sua máscara coloca outras pessoas em risco.

As máscaras são opcionais em escolas e faculdades na Flórida desde julho passado, no entanto, alguns distritos locais ainda estão aplicando os decretos de uso de máscaras.

Na época, o governador DeSantis disse: “O governo federal não tem o direito de dizer aos pais que, para que seus filhos frequentem a escola pessoalmente, eles devem ser forçados a usar uma máscara o dia todo, todos os dias”.

Ele acrescentou: “Muitas crianças em idade escolar da Flórida sofreram com as políticas de uso obrigatório de máscara, e é prudente proteger a capacidade dos pais de tomar decisões sobre o uso de máscaras por seus filhos”.

 

 

Artigo original aqui

1 COMENTÁRIO

  1. Obviamente que o genocida de plantão tem razão. Máscaras não funcionam e são ridículas. Mas se por alguma infelicidade, uso de drogas ou qualquer coisa do tipo eu estivesse no mesmo ambiente que um político, eu não tirava a máscara. Não sigo ordens de políticos, principalmente se eles estão sem seus cachorrinhos de estimação para obrigar ás pessoas. Na verdade uma máscara de gás seria pouco para impedir que o cheiro putrefato do cérebros desses caras chegassem aos meus pulmões. E ainda trataria de esconder a carteira e ficar com a bunda bem encostada na parede, já que políticos são amplamente conhecidos por enfiar qualquer coisa no rabo dos cidadãos.