Meu empregador exige máscara, e agora?

1
Tempo estimado de leitura: 12 minutos

Caro Allan,

Eu trabalho para os Correios. Recuso-me a usar máscara em lojas, restaurantes, na casa de outras pessoas, etc. Nunca usei máscara, exceto no trabalho.

Meu trabalho, como quase todos os empregos postais, é basicamente trabalho manual, mas paga melhor do que quase todos os outros trabalhos manuais.

Minha esposa e eu tomamos a decisão no ano passado de remover meu filho de 8 anos do sistema de doutrinação da escola pública, uma das coisas que pessoas como você na direita dissidente gostam de dizer a proles como eu que é imperativo que façamos. Eu não discordo, obviamente, mas estou tentando deixar claro meu posicionamento. Minha esposa teve que parar de trabalhar para realizar essa façanha, então agora somos uma família com renda única.

Eu não trabalho em uma lanchonete ou loja de varejo. Não posso largar meu emprego e conseguir outro em qualquer lugar com um salário equivalente. Os empregos postais não ensinam habilidades que são exigidas na força de trabalho. Eles não ensinam nenhuma habilidade. Sou basicamente um trabalhador braçal com um salário inflacionado. É assim que eles prendem as pessoas nesta operação miserável.

Agora eles dizem que temos que usar a máscara. Existe até uma ordem executiva presidencial para aplicá-la. Eu teria o prazer de sacrificar qualquer coisa por mim nesta luta contra o controle do governo e a propaganda massiva, mas não é sobre mim. É sobre meu filho.

Existem muitas pessoas lá fora, assim como eu. Como protegemos nossos filhos da máquina de propaganda sem uma renda? Como podemos ter uma renda sem emprego? Como arrumar um trabalho que não exija máscara, especialmente um trabalho em um órgão federal? É uma sinuca de bico

Eu sei que você não tem a resposta. Novamente, estou apenas tentando mostrar um ponto. É fácil para você dizer às pessoas para resistir quando você não está na posição delas.

 

-G.G.

___________

Em primeiro lugar, obrigado por esta mensagem. Obrigado também pelos passos que você e sua esposa deram por sua família e por seu filho. Vou pedir que você faça mais.

Você e sua esposa são claramente uma equipe capaz de se empenhar em atingir objetivos comuns e realizar muito juntos, e estou confiante de que você pode enfrentar este novo desafio.

Minha oposição aos decretos de 2020 é total e espero o mesmo de todos os outros que dizem que defendem a liberdade.

Não sei o que é mais adequado à sua situação, mas uma recomendação de um médico e uma ou duas conversas com o seu sindicato, em muitos empregos, provavelmente permitirá que você 1.) cumpra seu dia de trabalho 100% sem máscara, 2 .) obter licença integral remunerada, 3.) obter aposentadoria antecipada ou 4.) acabar como requerente em um processo contra o seu empregador governamental que abrirá caminho para que muitos outros lutem contra essas ordens do governo com base em ciência falsa.

Minha sugestão é buscar a opção 1 como rota preferida, mas não te conheço. Sua preferência pode ser outra coisa.

Se você não pode dizer “não” para a máscara hoje, você será um dos primeiros forçados a tomar a “vacina” experimental da Covid amanhã.

Ou você é um homem de valores ou um homem de preferências. Estou entendendo por sua carta que você tem preferências. Você e eu podemos estar totalmente alinhados sobre muitas coisas na vida, mas neste tópico específico, considero você parte do problema se você usar uma máscara.

Você é parte do motivo pelo qual se fala sobre uma segunda e uma terceira máscara. Você é parte do motivo pelo qual se fala em teste anal.

Por causa do sacrifício de outras pessoas em tempos de paz, desfrutamos de liberdade e prosperidade

Senhor, você pode não entender o grande custo que foi para nos levar a este estágio da história em que agora vivemos que permite a você as liberdades que você tem.

Você fala comigo sobre um trabalho.

Falo a vocês sobre os ministros protestantes que foram vendidos como escravos por causa de sua fé e colocados nos porões de navios. Você tem ideia de como era a vida de um escravo? O protestantismo não desapareceu.

Falo com vocês sobre os puritanos que cruzaram o oceano apenas para praticar sua fé. O puritanismo não desapareceu.

Falo a vocês sobre os séculos (dez ou vinte gerações) de cristãos que foram jogados aos leões, esfolados, apedrejados, crucificados na Roma “civilizada”, antes que aquele lugar se tornasse a sede do Cristianismo e depois do Catolicismo. O catolicismo não desapareceu.

Falo com vocês sobre os cristãos ortodoxos que tiveram permissão para construir igrejas, desde que não usassem pregos. Eles tiveram que, por lei, construir suas igrejas de material combustível. Eles não tinham a segurança das muralhas da cidade, e em uma época em que essa segurança era vital. O Cristianismo Ortodoxo não desapareceu.

Falo-vos dos homens que foram enforcados porque enfrentaram o rei. A oposição ao rei não desapareceu.

Falo para vocês sobre os homens cujas esposas e filhos foram estuprados e depois assassinados porque enfrentaram os soldados do rei. A oposição aos soldados do rei não desapareceu.

Eu falo com vocês dos homens que perderam suas línguas porque falaram, que perderam seus testículos porque agiram com muita bravura, que tiveram suas costas quebradas ao meio porque ficaram de pé. Discurso, bravura e retidão não desapareceram.

Estou falando com você sobre um homem sendo alimentado à força com suas próprias pedras porque defendeu a liberdade, e você está falando comigo sobre um trabalho.

Você sabe o que aconteceria com uma ofensa dessas no ano de 1300? Queimar na fogueira era uma punição mais gentil.

Muitas culturas têm histórias de terror de torturas e abominações infligidas a homens e mulheres que enfrentaram a autoridade.

O sacrifício deles em nome da virtude construiu culturas de liberdade que suplantaram a tirania anterior. Isso é exatamente o oposto da sinalização de virtude de nossos dias, que vem sem nenhum custo, mas sim com um benefício. A verdade costuma ser cara para quem fala. O engano geralmente compensa.

Senhor, muita dor foi suportada para que as liberdades pudessem ser passadas para nós. E você fala comigo sobre seu trabalho e sua aposentadoria como se eu devesse chamá-lo de homem por uma desculpa tão ridícula?

Alerta: Ninguém está pedindo que você largue seu emprego. Estou pedindo que você converse e analise relacionamentos e regras

Se isso fosse necessário, é o que eu pediria a você, mas não é necessário e não é o que estou pedindo a você.

Não quero que você desista do seu emprego e da sua aposetadoria. Só quero que você faça o que tenho pedido a todos para fazer.

1.) Leia as regras que se aplicam a você.

2.) Identifique as isenções que se aplicam a você.

3.) Invoque as isenções que se aplicam a você.

Isso pode exigir alguns minutos ou algumas horas de educação e algumas conversas desagradáveis. Neste ponto, não tenho certeza se alguém pode afirmar que pode usar uma máscara com segurança. Existem tantos estudos de 2020 que mostram os danos causados ​​ao usuário da máscara.

Pare de confiar nas notícias. Vá para a fonte primária

Pare de ler o jornal ou de assistir ao noticiário. Está cheio de mentiras contadas por patifes e meias-verdades contadas por imbecis. Vá para a fonte primária. Vivemos na era da Internet, então a fonte primária está sempre acessível. Quando não está, temos o benefício da Freedom of Information Act, que disponibiliza informações a você em uma velocidade que ninguém poderia ter imaginado há duas gerações.

Isso dá trabalho. Mas quer saber, um pouco de trabalho é muito melhor do que ser enforcado depois de ver sua família ser estuprada. Vivemos em uma era que espera tão pouco de nós para defender nossas liberdades, mas muitos de nós, quando solicitados a fazer um telefonema a um gerente ou burocrata, dizem “me deixe em paz”, uma resposta que acabará levando nossos filhos e netos para uma terra onde ser enforcado depois de ver sua família ser estuprada é o destino deles, porque seus antepassados ​​não podiam se dar ao trabalho de manter uma conversa desagradável.

Não podiam se incomodar em passar algumas noites lendo leis. Não podiam se dar ao trabalho de procurar um advogado. Não podiam se incomodar em lutar a guerra que estava diante deles para preservar a liberdade em suas próprias vidas e, por extensão, nas vidas de outros.

Podemos voltar a tempos difíceis como esse ou podemos estruturar nossas vidas individuais para proporcionar maior liberdade. Porém, não devemos mentir e dizer que nossa trajetória atual é boa para a liberdade. O status quo nos levará de volta aos tempos difíceis.

Eu não sei os detalhes de como isso se parece em sua própria vida, mas você me escreveu um e-mail que indica que não está disposto a descobrir mais do que já fez. Não estou afirmando que será fácil, mas a que isso vai levar, esse exercício da sua liberdade, essa defesa dos seus valores, vai levar a ainda mais liberdade e ainda mais defesa dos valores. Nunca é o suficiente. O trabalho nunca termina. A vida não é estática, mas dinâmica. A alternativa é condenar seus herdeiros a coisas muito piores.

Talvez nossa geração até veja esse destino. Mas raramente são os covardes que realmente sentem a dor de sua inação. Frequentemente, são os que vêm depois que devem suportar o peso do tirano que o covarde ajudou a fortalecer.

O mandato “obrigatório” de Biden não é obrigatório, leia você mesmo em vez de ouvir a mídia

O ilegítimo Biden redigiu uma ordem executiva exigindo uso de máscara em propriedades federais. Com base no tom desanimado e baseado na mídia de seu e-mail, suponho que você não tenha lido este mandato. Por favor faça. Sua ordem executiva 13991, de 1.620 palavras, de 20 de janeiro de 2021 “Protegendo a Força de Trabalho Federal e Exigindo o Uso de Máscara” não chega a ser obrigatória.

Ele usa a palavra “exceção” quatro vezes e a palavra “isenção” uma vez. Quer a reportagem venha da Fox ou do The New York Times, não consegui encontra ninguém relatando esse detalhe na imprensa quando seu mandato de uso “obrigatório” de máscara estava sendo noticiado. A mídia existe para desanimar. Quanto mais rápido isso puder ser aceito e a mídia ser eliminada da vida de um indivíduo, melhor para o indivíduo.

Este mandato “obrigatório” é ainda mais enfraquecido com estipulações adicionais, como duas vezes declarando “consistente com a lei aplicável”, duas vezes declarando “na medida permitida por lei” e uma vez declarando “melhores práticas de saúde pública”. Todos esses são caminhos adicionais que permitem que qualquer pessoa sujeita a esta ordem demonstre a lei aplicável ou as melhores práticas.

Eu quero você fora do trabalho? Não.

Eu quero você sem seguro? Não.

Eu quero você sem sua aposentadoria do governo? Não.

Eu quero que você tenha todas essas coisas e as tenha sem máscara.

Eu quero que você fique sem máscara e prospere. Quero que você permaneça forte e corajoso como um homem livre. Eu quero que você tenha gerações descendentes de você que prosperem. E se você pode modelar essa bravura e liberdade, especialmente em seus primeiros anos de formação, então acredito que eles terão um modelo importante e serão mais propensos a fazer o mesmo. Mas as ações que você descreve são ações daquele que deseja que seus descendentes vivam como escravos: aqueles que não possuem nada, nem mesmo a si mesmos, e são felizes a ponto de não protestarem.

Klaus Schwab tem um plano para seus filhos

Um homem chamado Klaus Schwab indicou recentemente que tinha isso em mente para seus filhos e você parece apoiar esse plano.

Desisti de mais em 2020 do que você mencionou em sua carta, e aprendi muito sobre meus companheiros lutadores pela liberdade: dificilmente um em dez mil valoriza a liberdade o suficiente para agir.

Eu quero que você atue.

A posteridade precisa que você aja.

A esquerda não conhece o mal que ela faz, você sabe exatamente o mal que você faz.

Você é um homem de preferências ou de valores?

É simples assim, senhor.

Sua resposta me diz tudo que preciso saber para responder a essa pergunta, mas como seria tolice tentar resumir um homem a partir de um e-mail escrito às pressas.

Agora é a hora de construir suas defesas

No mínimo, você deve isso a si mesmo. Se você não pode dizer “não” para a máscara, não será capaz de dizer “não” para a vacina. Você não terá praticado e não terá investido horas para construir o músculo capaz de enfrentar o pior. Se você pode enfrentar as máscaras em sua própria vida – em cada canto dela – você pode enfrentar qualquer coisa.

Senhor, se você, ou qualquer outra pessoa contando a si mesma uma história semelhante, tem filhos, netos, sobrinhas, sobrinhos, não posso imaginar quanto dinheiro você pode deixar para eles – talvez $30 milhões cada, talvez $80 milhões cada – isso seria ser capaz de compensar o empobrecimento de liberdade que você deixou para eles e modelou para eles.

Não há quase nada mais precioso que você possa deixar.

Não sei o que dizer, senhor, a não ser: você deve mais a eles. E você deve mais a você mesmo.

Já vemos que isso não acaba aqui. Conforme os momentos passam e você normaliza máscaras, quarentenas, testes obrigatórios, vacinas obrigatórias, você perpetua a próxima rodada de males.

Ninguém precisa de você para ser o Super-homem e salvar o mundo de um meteoro. Só precisamos que você seja o Super-homem que você pode ser e salve a si mesmo e aos seus entes do tirano.

Nesta era, tão pouco é necessário de você para conseguir isso.

Três recursos externos para você e um recurso interno mais valioso

Eu escrevi Máscaras Numa Única Lição exatamente para alguém como você – alguém que vê o mal e não sabe como enfrentá-lo. Eu escrevi dezenas de artigos sobre isso. Dou boas-vindas às pessoas que me escrevam sobre isso. Na verdade, você não precisa de nada disso.

A coisa mais necessária para você é decidir parar de ser tão obediente e dar poder a tal tirania, e o primeiro passo para fazer isso é nunca mais usar a máscara deles.

Pessoas que falharam com seus filhos

Em 1948, em eleições roubadas após eleições roubadas, partes gigantes do globo ficaram sob o domínio comunista. Houve oposição, mas não foi eficaz.

Nos 41 anos seguintes, muitas crianças sofreram. Algumas crianças se perguntaram silenciosamente e com desprezo por que seus pais não faziam mais. Todo pai tinha uma desculpa. Alguns até deram aos filhos a desculpa. Obviamente, ninguém se preocupou em perguntar o que 41 anos de tirania fariam a uma criança.

Eles falharam. Nós não precisamos cometer o mesmo erro.

 

Artigo original aqui.

 ____________________________________

[Segue abaixo depoimento de um bravo leitor do Instituto Rothbard que acabou perdendo o emprego por se recusar a se curvar diante da tirania das máscaras.]

Quando essa palhaçada de quarentenas e obrigação do uso de máscaras e álcool em gel começou eu fui um dos primeiro a ir contra isso.

Primeiro surgiu como um conselho dos ditos “especialistas” depois como uma obrigação imposta por governos tirânicos como o que temos aqui em SP onde moro.

Então veio a obrigação de usar as tais máscaras dentro do transporte público.

Lembro que eu ia trabalhar e colocava a máscara apenas pra passar pela catraca do trem. Depois que eu entrava em um vagão procurava um lugar pra me sentar, retirava a máscara e baixava a cabeça pra que os guardas dentro dos vagões não me incomodassem nem me tirassem pra fora do vagão.

Ao chegar na estação onde eu descia eu saia do vagão sem máscara pro espanto e reprovação de muitos que não me falavam nada mas ficavam me olhando de cara feia.

Me dirigia pra fora da estação e não pegava mais o ônibus pra ir trabalhar.

Saia de casa antes pra chegar lá onde deveria pegar o ônibus bem antes e preferia ir andando quase 1 hora pro meu trabalho do que ser obrigado a usar máscaras dentro de um ônibus.

Dentro das empresas ainda não era obrigatório o uso dessas porcarias então eu trabalhava 12 seguidas tranquilamente e fazia os mesmos procedimentos pra voltar pra casa.

Voltava andando até a estação e só usava máscara pra passar pela catraca na estação tirando ela dentro do vagão e abaixando a minha cabeça pra que os inúmeros guardas não me incomodassem e não me retirassem de lá.

E foi assim por um bom tempo mas eu fazia feliz por não me sujeitar a obedecer leis que não devem ser obedecidas.

E acredito que não devam ser obedecidas pois são imorais

Então veio a imposição do uso de máscaras dentro de empresas

Eu trabalhava na portaria da empresa e logo veio essa imposição.

Me recusei a usar desde o primeiro momento.

Simplesmente me deram uma advertência sem nem ao menos tentar ouvir a minha opinião sobre o assunto.

Depois de tal advertência simplesmente não fui mais trabalhar naquela empresa.

Como eu trabalhava em 2 turnos no período do dia e depois no período da noite eu fiquei indo somente de noite quando não tinha ninguém e eu não era obrigado a usar máscaras.

Demorou cerca de 3 semanas até me darem uma justa causa.

Não me pagaram nada

Nem os dias que trabalhei somente durante a noite nem mesmo as férias que eu tinha vencidas e que não tinham sido pagas.

Apenas um dia cheguei lá pra trabalhar e fui impedido de entrar pelo porteiro que estava no meu lugar durante a noite.

Ele veio até o portão e me entregou um carta onde dizia que eu estava demitido por justa causa e impedido de entrar na empresa.

Voltei pra casa tranquilo e apenas compareci lá mais 2 vezes uma pra levar a minha carteira de trabalho pra que dessem baixa e outra vez pra buscar a carteira de trabalho.

E desde então sai dessa empresa e estou em casa e sobrevivo com o dinheiro que eu havia guardado nos quase 4 anos que fiquei trabalhando lá.

E estou feliz dessa forma e continuo sem seguir leis imorais. Continuo não usando as famigeradas máscaras onde quer que eu vá.

Tudo isso vai passar cara e tenho a esperança que as pessoas percebam o tamanho da aberração que é o uso de tais máscaras e a sua imposição por verdadeiros ditadores.

Com relação aos meus antigos patrões que me roubaram e não me pagaram nem mesmo o que eu tinha direito eu apenas posso lamentar.

Sempre penso que se um dia os encontrasse pela rua e pudesse fazer uma pergunta eu perguntaria quanto dinheiro eles que já são idosos e tem no máximo mais 15 anos de vida pretendem levar no caixão?

Ou eles acham que todo o dinheiro que eles prontamente roubam de seus funcionários não lhes pagando sequer aquilo que lhes é de direito vai servir pra alguma coisa quando a hora final chegar?

Esse é o meu relato e eu me orgulho dele.

Me orgulho não apenas por ler o conteúdo que é publicado por vocês e concordar com eles desde o primeiro momento mas por praticá-los em minha vida.

Nada como o tempo pra que a verdade prevaleça.

Esse é o meu relato pessoal que resolvi compartilhar com vocês depois de ler mais um brilhante artigo que fala contra o uso dessas malditas máscaras.

Não precisam me identificar se forem expor o meu relato de alguma forma. O objetivo não é aparecer mas mostrar que é possível sim lutar contra a tirania.

Se precisarem de algum papel que comprove o que estou falando mando se quiserem. Obrigado pela atenção e continuem com o excelente trabalho contra a tirania.

1 COMENTÁRIO

  1. Mais um artigo excelente!
    Respeito e até admiro comportamentos como o do leitor que enviou a carta, mas não os prático ou recomendo por que creio que os danos pessoais e os riscos são altos demais e há maneiras mais inteligentes de lutar contra o totalitarismo, como por exemplo comprar de comerciantes que funcionam na clandestinidade e não respeitam a quarentena e o trabalho intelectual como o desse instituto por exemplo.

    Minha maior tristeza é que a frase do amigo “Nada como o tempo pra que a verdade prevaleça.” talvez nem sempre seja verdade… O New Deal por exemplo até hoje é reconhecido no mainstream como algo bom e que salvou os EUA do terrível crash da bolsa de 29 causado pelo capitalismo malvadão… Alguns absurdos como o nazismo já caíram em desgraça pelo mainstream (ainda bem), mas outros como o exemplo do New Deal não… Meu medo é que daqui a alguns anos todos achem que a quarentena foi um mal necessário ou pior, algo benéfico e que funcionou! Não quero bancar o pessimista nem o otimista aqui, mas infelizmente a verdade nem sempre prevalece (ao menos é o que parece)…