O uso obrigatório de máscara é terrorismo silencioso visando submissão psicológica

2
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

“Se você for fraco demais para determinar a si mesmo sua própria lei, então um tirano colocará seu jugo sobre você e dirá: ‘Obedeça! Cale a boca e obedeça!’ E todo o bem e todo o mal se afogarão em obediência a ele.” – Friedrich Nietzsche

Desde quando privar o corpo e a mente de oxigênio e respirar o dióxido de carbono (CO2) expelido é bom para a saúde humana? Desde quando usar uma cobertura facial parcial que é muitas vezes mais porosa do que poderia ser para proteger contra a penetração de qualquer vírus ajuda em algo? Desde quando esconder toda a expressão facial dos outros não é psicologicamente prejudicial? Desde quando é legítimo e não hipócrita para o estado proibir as mulheres muçulmanas de usar coberturas na cabeça e rosto que fazem parte de sua cultura e, ao mesmo tempo, obrigar todos os cidadãos a cobrirem seus rostos com uma máscara? Desde quando qualquer político tem o direito de ditar a toda uma população que use máscaras ou qualquer outro tipo de roupa? Desde quando nos dias de hoje a escravidão absoluta de todos se tornou um esteio da sociedade?

O uso forçado de máscaras através do controle político sobre as pessoas é um aspecto importante da resposta tirânica a essa “pandemia” viral fraudulenta. Distanciamento social, testes obrigatórios, quarentenas, fechamento obrigatório de empresas, checagem de temperatura, vigilância em massa e quaisquer outras invasões atrozes de privacidade são humilhantes e opressoras, mas as ordens estaduais e locais apoiadas pelas organizações políticas e de “saúde” nacionais de usar máscaras são especialmente instrutivas quanto à verdadeira agenda buscada. Essa agenda é clara como o dia e está sendo implementada não apenas como um teste de conformidade da sociedade em massa, mas também para separar as pessoas e remover a proximidade, a expressão e a emoção da psique humana. Este é um exercício de estado proposital com a intenção de destruir o espírito do público, deixando apenas uma sociedade de robôs insensíveis e obedientes aguardando a próxima ordem proferida do alto.

Por pior que tenha sido a resposta totalitária da classe dominante e política a esta alegada emergência, ela empalidece em comparação com a reação patética do povo deste país. Para uma população que há muito reivindica o status de superioridade sobre todas as outras na terra, pensando que eles são excepcionais, a maioria se curvou à falsa autoridade do Estado como se fossem escravos se curvando a um mestre. Isso é semelhante a uma reação religiosa que só seria possível se as pessoas agora acreditassem que o estado é Deus. Por qual outro motivo tantos permitiriam voluntariamente a si próprios e a suas famílias serem destruídos ao cumprir as ordens de não trabalhar para obter seu sustento? Por que tantos seriam humilhados a cada mandato, porque eles estavam muito assustados para questionar tais medidas draconianas sendo implementadas sem mesmo um pingo de verdade evidente? Como as mesmas pessoas que tiveram suas vidas propositadamente destruídas pelo estado que sancionam e apoiam poderiam ignorar todas as mentiras que foram expostas repetidamente sobre esta farsa pandêmica? Como poderia um ser humano pensante não ser capaz de ver a natureza absurda desse golpe chamado Covid-19? Como qualquer população em massa chega a este lamentável estado de ignorância?

O Estado conseguir obediência ao uso obrigatório de máscara foi o teste final da aquiescência do gado para ser governado, e será usado como o parâmetro pela alegada autoridade da elite governante para ver até onde o estado pode ir em seus esforços para subjugar o público. Também funcionará como um guia para todas as atrocidades futuras planejadas pelos monstros no topo da pirâmide de controle. Isso incluirá o momento do lançamento da vacina venenosa e mortal do Covid. Quando quase todos estiverem com mais medo desse vírus falso do que da perda de todas as liberdades, a vacina aparecerá magicamente. Isso vai acontecer nos próximos meses, a menos que seja disponibilizado pouco antes da ridícula eleição para aumentar as chances dos governantes atuais. Independentemente de quando for lançada, será baseada em uma decisão política, não em qualquer eficácia impossível da fórmula contaminada destinada a fazer mal a fim de avançar uma agenda particular.

Todo este fiasco da pandemia fabricada e há muito tempo planejada foi encenado a fim de iniciar e perpetuar um reinício global que incluirá mudanças cataclísmicas para toda a humanidade. Isso requer destruição econômica em todo o mundo, conformidade total da população, um sistema monetário novo e reestruturado, rastreamento e monitoramento em massa para obter um estado de vigilância total em todo o mundo e um acúmulo de infraestrutura tecnocrática controlada começando em todas as grandes cidades, com expansão ao longo do tempo. Os EUA são a cabeça da cobra e, quando as elites do poder dos EUA ganharem o controle total dessa população, o resto do mundo será controlado também. É por isso que os americanos são a melhor chance que o mundo tem neste momento de evitar essa derrubada ditatorial global oligárquica, mas atualmente, esta é uma das populações menos resistentes e mais fracas do planeta. Esta dinâmica terá que mudar antes de qualquer dissidência bem-sucedida possa ocorrer.

Como escrevi recentemente neste artigo:

“Poder e controle são os aspectos subjacentes e as convicções centrais de toda ação governamental. O governo, embora a classe dominante mais poderosa de bancos, corporações e elites ricas afirme controlá-lo, é o braço de fiscalização do poder real. O governo, portanto, é o mais próximo do povo e, ao derrubar o poder do governo, a camada superior da classe dominante fica exposta e vulnerável, e mais desprotegida. Portanto, a resistência em massa contra o governo pode levar à destruição do sistema de poder e controle e ajudar a nos levar de volta a mais liberdade e menos opressão”.

Complacência e conformidade são inúteis e levarão apenas à servidão. A hora de agir é agora ou nunca.

 

Artigo original aqui.

2 COMENTÁRIOS

  1. Caramba, artigo incrível. Ainda to pasmo. É precisamente o que eu consigo imaginar lendo diversos outros artigos e fontes VERDADEIRAS de informação.
    Ainda assim, não creio que a vacina sera mortal. Não iria ficar muito óbvio? Está mais com a cara de que a vacina será um veneno que alterará o DNa humano pra sempre e isso talvez no longo prazo enfraqueça o sistema, sendo mais suscetível a outras infecções. Mas claro, a eliminação da população está mais do que clara, com o papinho de sustentabilidade