Para onde estão indo os US$56 bilhões ‘para a Ucrânia’?

0
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Os Estados Unidos agora autorizaram cerca de US$56 bilhões de dinheiro criado do nada “para a Ucrânia”, mas quase nada disso vai realmente para o povo ucraniano.

Por causa do presidente Trump, a indústria de guerra de Washington passou o período de 2016 a 2020 com as torneiras de dinheiro público fechadas. E agora que ela tem seu homem na Casa Branca, junto com um consenso na legislatura, é hora de lucrar.

Qualquer que seja sua opinião sobre esta guerra por procuração/intereslava que ocorre a 10.000 quilômetros de distância na região fronteiriça Rússia-Ucrânia, a realidade não pode ser negada.

Os US$56 bilhões – e contando – em “ajuda para a Ucrânia” que está sendo aprovada pela legislatura americana servem principalmente ao propósito de encher os cofres da classe dominante de Washington. E o povo está pagando por isso.

Se você acha que o povo da Ucrânia vai receber um centavo desse dinheiro, reconsidere. Nem mesmo as porções de “ajuda humanitária” da assistência chegarão ao povo ucraniano, pois serão absorvidas por uma variedade de advogados, lobistas, ONGs e outros intermediários bem relacionados. É o replay do Afeganistão.

Se eles dessem ao projeto de lei um título mais preciso, ele seria chamado de projeto de lei “Grana para a Raytheon e seus Amigos”, já que a maioria dos fundos da última montanha de US$40 bilhões será usado para reabastecer suprimentos de armas que já foram enviados para a Ucrânia; um acordo fechado nos bastidores para encher os bolsos profundos dos fabricantes de armas em casa.

Aqueles que foram manipulados pela mídia corporativa e pela propaganda de guerra do governo estão sendo usados ​​como idiotas úteis para promover essa agenda.

Desde o início deste conflito, a mídia corporativa e propagandistas do governo (sim, são a mesma coisa) rotularam a guerra com uma narrativa sem sentido do bem contra o mal, o que ajudou a exigir consenso em Washington. Notavelmente, nenhum democrata votou contra os bilhões. Os republicanos apoiam amplamente, e o Unipartido está indignado com o fato do senador Rand Paul ter contestado a aprovação da “emergência”.

E se você tinha alguma dúvida sobre quem está comandando o show na Ucrânia, aqui está o principal conselheiro de “Zelensky” e o ministro das Relações Exteriores ucraniano promovendo um clipe da CNN e condenando Rand Paul por meio de uma falsa indignação moral.

Todos nós vimos um vídeo da @CNN onde soldados russos atiraram em civis pelas costas apenas por diversão. Quantos crimes desse tipo estão acontecendo no momento no leste e sul da Ucrânia? Preço do atraso por dia – centenas de mortos e estuprados. Preço por semana – milhares. Tome um bom café da manhã, @RandPaul

Já poderíamos ter começado a usar o novo pacote de assistência dos EUA para salvar de forma mais eficaz a vida dos ucranianos que defendem o mundo democrático. @POTUS, @SecBlinken, @SenateGOP, @SenateDems e o povo americano estavam em forte apoio, e @RandPaul atrasou tanto o apoio necessário.

Este é apenas o começo da impressão de dinheiro “para a Ucrânia”. Os legisladores unipartidários concordam que precisarão imprimir muito mais dinheiro “para a Ucrânia” nos próximos meses, se não antes.

Infelizmente, o povo da Ucrânia provavelmente não verá um centavo dos mais de US$56 bilhões (e contando) destinados “para a Ucrânia”, e é tudo planejado. Esta última conta de reabastecimento se assemelha muito mais à lavagem de dinheiro por meio da narrativa da guerra não declarada dos EUA contra Rússia. O dinheiro está sendo impresso e distribuído para um pequeno grupo de ricos membros do regime nas costas do contribuinte.

 

 

Artigo original aqui