Meu débito intelectual em relação à teoria anarquista pertence, sem dúvida, ao grande Murray Rothbard (1926-1995). Em sentido mais amplo, minha visão de “como o mundo funciona” se deve primariamente àquela fonte de sabedoria, o tratado de Ludwig von Mises Ação Humana.

A ideia original deste livro (e a Introdução) vieram de Jeremy Sapienza. Robert Vroman proveu as maravilhosas (mesmo que meio perturbadoras) ilustrações que tão piedosamente interrompem a monotonia do texto. Matt Pramschufer fez o design da capa.

Zach Crossen e Pete Johnson revisaram um rascunho inicial deste livro. Sou grato a Lew Rockwell e Gene Callahan — dois heróis de hoje em dia na batalha das ideias — pelos gentis comentários na contracapa. Eu gostaria de agradecer aos participantes do fórum do anti-state.com por suas constantes (mesmo que às vezes ásperas) críticas e questionamentos de minhas visões certamente não-ortodoxas. Rachael Anne Fajardo teve um papel indispensável ao prover constante encorajamento e sugestões.

Finalmente, eu devo agradecer a Ron Pramschufer e o resto do grupo da RJ Comunicações por fazer parecer que eu já tinha publicado algo antes.

RPM
Abril de 2002

Imprimir