A guerra mais falsa e manipulativa de todos os tempos

4
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

O presidente e a primeira-dama da Ucrânia posaram para uma sessão de fotos romântica para a revista Vogue, na qual o presidente Volodymyr Zelensky poetiza seu amor por sua querida esposa.

Imagino o que você está pensando: como Zelensky está arrumando tempo para uma sessão de fotos da Vogue em meio a sua agenda lotada de aparições de relações públicas para outras grandes instituições ocidentais?

Quero dizer, este é afinal o mesmo Volodymyr Zelensky que esteve tão ocupado fazendo aparições em vídeo para o Grammy Awards, o Festival de Cinema de Cannes, o Fórum Econômico Mundial e provavelmente o grupo Bilderberg também, e tendo reuniões com celebridades como Ben Stiller, Sean Penn e Bono e the Edge do U2. É uma turnê de relações públicas tão movimentada que acaba faltando tempo para ele ter discussão sobre a importância estratégica da artilharia de longo alcance com o Professor Girafales.

Ah sim, e também não tem nenhuma guerra ou algo acontecendo na Ucrânia? Você pensaria que ele provavelmente estaria um pouco ocupado com isso também.

Chame-me de louca, mas estou começando a suspeitar que pode haver um esforço conjunto para manipular a maneira como pensamos sobre a guerra na Ucrânia. Na verdade, eu até diria que é a guerra gerenciada de acordo com a percepção mais agressiva que já tivemos.

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia em fevereiro, não apenas fomos soterrados pela propaganda da mídia de massa, em patamar diferente de tudo que já tínhamos visto antes, enquanto a mídia russa é expurgada das ondas de rádio, como também estamos presenciando quantidades sem precedentes de censura online, propaganda impulsionada por algoritmos e trollagem de mídia social.

Então, literalmente, nunca vimos tanto esforço geral em manipular a maneira como o público pensa sobre uma guerra. O que faz sentido, dado que é uma guerra por procuração profundamente perigosa que não beneficia as pessoas comuns de forma alguma.

Quero dizer, você pode imaginar se as pessoas pudessem apenas tirar suas próprias conclusões sobre a guerra econômica de seu governo contra a Rússia, que está prejudicandoas financeiramente e empurrando milhões para a fome com a plena consciência e aprovação do governo dos EUA? Ou se os americanos pudessem se perguntar se os bilhões que estão despejando nesse conflito por procuração poderiam ser melhor gastos em casa? Ou se as pessoas começassem a se opor a um conflito desnecessário para dominação geoestratégica que está ameaçando suas vidas e as vidas de todos que conhecem com o risco de aniquilação nuclear?

Eles não podem permitir isso.

Há uma diferença enorme entre querer dizer às pessoas a verdade sobre algo e querer manipular sua percepção de algo. Há momentos em que fatos verdadeiros podem ser usados ​​para influenciar a percepção das pessoas de uma forma ou de outra, mas se sua agenda é manipular a percepção em vez de dizer a verdade, você será necessariamente forçado a confiar em mentiras, meias verdades, distorções e mentiras por omissão onde a verdade não serve a essa agenda.

Se estivessem nos contando a verdade sobre esta guerra, não estariam censurando a mídia russa. Eles não estariam censurando vozes online que discordam das narrativas oficiais sobre a Ucrânia. Eles não estariam continuamente nos atacando com o gerenciamento de percepção da mídia de massa, e com certeza não estariam colocando o presidente-celebridade da Ucrânia na capa da revista Vogue.

Estamos sendo manipulados, e estamos sendo enganados. E estamos sendo manipulados e enganados porque nossa percepção clara obtida por nós mesmos iria contra os interesses do império. Eles estão mentindo para nós porque os interesses do povo e os interesses do império estão, como sempre, em total desacordo.

 

 

 

Artigo original aqui

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Já percebo alguns YouTubers adaptando paulatinamente as narrativas à realidade, certamente para não ficarem mal perante os seus inscritos.

    Já os canais do Sr. Peter “Ucraniev” estão dobrando a aposta, já falaram até na Ucrânia recuperando todos os territórios ocupados, o Putin fugindo da Rússia, a Rússia sendo esfacelada em n+1 republiquetas controladas pelo Ocidente, etc…