Agradecimentos

0
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Estes volumes foram inspirados por Mark Skousen, do Colégio Rollings, Flórida, que me encorajou a escrever uma história do pensamento econômico de uma perspectiva austríaca. Em adição a fornecer a faísca, Skousen convenceu o Instituto de Economia Política a apoiar minha pesquisa durante seu primeiro ano acadêmico. Mark primeiramente viu o trabalho com um tamanho padrão de Smith-aos-dias-presentes, um tipo de contra-heilbroner. Depois de ponderar o problema, entretanto, eu o disse que deveria começar por Aristóteles, uma vez que Smith era um declive íngreme de seus predecessores. Nenhum de nós percebia então o escopo ou largura da pesquisa que se seguiria.

É impossível listar todas as pessoas das quais eu aprendi em toda uma vida de instrução e discussão na história econômica e todas as suas disciplinas cognatas. Aqui eu terei que menosprezar vários deles e escolher alguns poucos. A dedicação reconhece minha imensa dívida a Ludwig Von Mises por providenciar um imponente edifício de teoria econômica, assim como por seus ensinamentos, sua amizade e seu inspirador exemplo de sua vida. E para Joseph Dorfman por seu revolucionário trabalho na história do pensamento econômico, sua ênfase na importância da completude da história assim como das próprias teorias, e sua minuciosa introdução ao método histórico.

Eu tenho uma grande dívida com Llewellyn H. Rockwell Jr por criar e organizar o Instituto Ludwig Von Mises, estabelecendo-o na Universidade de Auburn, e construindo-o, em quase uma década, em um próspero e produtivo centro para a propagação e instrução de pessoas na Economia Austríaca. Nem de longe o menor serviço do Instituto Mises para mim, foi anexar uma rede de estudiosos dos quais eu pudesse aprender. Novamente eu devo distinguir Joseph T. Salerno, da Universidade Pace, que fez um trabalho notavelmente criativo na história do pensamento econômico; e aquele grande polímata e estudioso dos estudiosos, David Gordon do Instituto Mises, cuja produção substancial em filosofia, economia e história intelectual integra apenas uma fração de sua erudição nesses e em vários outros campos. Também agradeço a Gary North, diretor do Instituto de Economia Cristã em Tyler, Texas, por conduzir uma extensa biografia de Marx e do socialismo no geral, e por me introduzir nos mistérios das variedades do milenarismo, a-, pré- e pós. Nenhuma dessas pessoas, certamente, deve ser culpada por qualquer erro aqui contido.

A maior parte da minha pesquisa foi conduzida com o auxílio dos ótimos recursos das livrarias das Universidades de Columbia e Stanford, assim como a livraria na Universidade de Nevada, Las Vegas, suplementadas pela minha própria coleção de livros acumulada com os anos. Uma vez que eu sou um dos poucos estudiosos que inflexivelmente permanece apegado aos escritos em papel de pouca tecnologia ao invés de adotar processadores de texto/computadores, eu estive dependente dos serviços de alguns datilógrafos/processadores de texto, dos quais eu particularmente mencionaria Janet Banker e Donna Evans da Universidade de Nevada, Las Vegas.

Em adição o autor e os publicadores desejam agradecer às seguintes pessoas que gentilmente deram permissão para o uso do material de direitos autorais.

Groenewegen, P.D. (ed.), The Economics of A.R.J. Turgot. Copyright 1977, Por Martinus Nijhoff, The Hague. Reimpresso com permissão da Kluwer Academic Publishers.

Rothkrug, Lionel, Opposition to Louis XIV. Copyright 1965, renewed 1993, pela Princeton University Press. Reimpresso com permissão da Princeton University Press.

O autor gostaria particularmente de expressar sua apreciação pela eficiência e graciosidade da Sra. Berendina van Straalen, do Rights and Permission Debt, Kluwer Academic Publishers, Dordrecht, Países Baixos.