Apoiando a coisa atual: os adeptos da Histeria COVID abraçam a narrativa da Ucrânia

4

Nova pesquisa descobriu que quanto mais injeções de mRNA você toma, maior a probabilidade de endossar inquestionavelmente a narrativa do governo sobre a Ucrânia.

Eu queria chamar sua atenção para uma enquete fascinante que saiu outro dia.

O Toronto Star contratou uma agência de pesquisa para averiguar os canadenses sobre suas opiniões sobre a guerra Rússia-Ucrânia em andamento. O que tornou esta pesquisa única é que ela separou os lados em três grupos separados: os triplamente vacinados, os duplamente vacinados e os não vacinados.

Veja bem, uma coisa é ter tomado duas injeções de COVID, mas aqueles que aderiram ao regime das doses recorrentes de reforço ou foram obrigados a fazê-lo (frequentemente sob coação) ou tornaram-se verdadeiros crentes na narrativa COVID. Como mostra a pesquisa, esse grupo, em geral, se submete a figuras de autoridade e abraça a narrativa atual, independentemente dos méritos reais de suas propostas.

O outro grupo – e lembre-se, canadenses não vacinados enfrentaram severa discriminação por não tomar as injeções de mRNA – viu a suposta preocupação do governo pela sua saúde e rejeitou totalmente a narrativa COVID. Os canadenses não vacinados ainda não podem deixar o país. Sua rejeição da narrativa do governo tem um custo pessoal e profissional inacreditável.

Enquanto a turma da picada tripla abraça totalmente a narrativa da Ucrânia, você pode ver que os não vacinados são incrivelmente céticos. O grupo que tomou duas injeções e parou por aí está embaralhado.

Aqueles que aderiram ao regime das doses recorrentes de reforço estão dispostos a lutar na 3ª Guerra Mundial pela Ucrânia, com seu apoio a uma zona de exclusão aérea, mostra a pesquisa.

Clique aqui para ver a pesquisa completa.

Para mim, isso evidencia uma divisão incrível na sociedade ocidental hoje. Não estamos tão divididos entre linhas partidárias, mas sim entre cidadãos complacentes e não complacentes. Há aqueles que instintivamente questionam os comandos vindos de cima de figuras de autoridade (tendemos a não considerar suas credenciais como algo que demande nossa submissão), e há aqueles que aceitam a narrativa do governo, porque têm a impressão de que essas figuras de autoridade estão aqui para nos ajudar.

Apoiar a Coisa Atual é incentivado por nossos líderes como algo virtuoso e, assim como a Histeria COVID, há vantagens associadas a isso. Assim como na Histeria COVID, é muito mais fácil aderir à narrativa da Ucrânia do que resistir a ela.

Não apoiar um regime de sanções incapacitante sobre a Rússia, ou armar milícias ucranianas neofascistas até os dentes, ou mesmo a imposição de uma zona de exclusão aérea da 3ª Guerra Mundial sobre a Ucrânia, tornou-o uma pessoa má, e às vezes até resultará em sua rotulagem como um agente traidor de um regime estrangeiro. Você não quer ser uma pessoa ruim, quer? A classe dominante acha que é melhor você continuar apoiando a Coisa Atual e deixar o pensamento independente para seus superiores!

 

 

Artigo original aqui

4 COMENTÁRIOS

  1. Essa pesquisa coloca coisas profundas a serem consideradas. É inegável que o sistema venceu. Não posso dizer que foi uma surpresa total, pois já no primeiro dia da guerra eu recebi uma mensagem de um triplamente vacinado – voluntariamente: “somos todos Ucrânia”. Antigamente eram chamados de idiotas úteis. São apenas pobres coitados. Mas a propaganda e lavagem cerebral é refinada. Até mesmo eu preciso me cuidar. O prórpio Peter do visão libertária aceita plenamente a visão do sistema sobre a guerra.

    Tem um débil mental comunista stalinista chamado Humberto Matos, de um tal canal “saia da Matrix” que me deixa especialmente irritado. O sujeito afirma para seus seguidores que o genocídio do Holodomor não existiu, que foi apenas um problema de uma safra ruin, algo que segundo esse canalha, ocorria de maneira frequente na Ucrânia. Uma das terras mais férteis do mundo!

    O problema dos estatistas assim fica bem evidenciado: eles tem que apoiar o seu político de plantão, senão a sua vida interna é totalemnte destruída. Não importa se alguns posam de defensores de uma ideologia refinada e que supostamente não idolatram políticos. É mentira, é tudo a mesma bosta. O que une todos esses caras no final é o ataque à propriedade privada. Um professor de universidade pública não passa de um receptador de dinheiro roubado

    • Para mim não é surpresa ver o Peter do canal visão libertária agindo assim. Sempre foi um indivíduo Bolsonarista, e é lógico quê irá defender narrativas do sistema de vez enquanto: o espirito estatista ainda está nele.

      Libertários de verdade rejeitam totalmente o Estado, assim como o liberalismo.

    • Já esse Humberto Matos eu já conheco há muito tempo. Sempre assisto vídeos dele quando estou à fim de dar risadas. É cada loucura sem noção dita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.