Áustria reintroduzirá máscaras apenas duas semanas após serem abolidas

1
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Apesar da nova subvariante se mostrar mais suave que a Omicron original.

Após um aumento nos casos de COVID causado pela subvariante BA.2 Omicron, a Áustria deve reimpor os decretos de máscara que foram descartados há apenas duas semanas.

E lá estava você pensando que os tecnocratas finalmente deixariam você respirar em paz.

Os decretos de máscara em todas as áreas do país, exceto na capital Viena, foram suspensos como parte da tendência geral em todo o continente de finalmente aprender a “viver com o COVID”.

Isso incluiu o fim da exigência de os austríacos mostrarem prova de vacinação ou um teste negativo para entrar na maioria dos estabelecimentos.

No entanto, apesar da variante BA.2 se mostrar ainda menos perigosa do que a variante Omicron original em termos de hospitalizações e mortes, as restrições estão sendo trazidas de volta.

“A Áustria reintroduzirá os decretos obrigatórios de máscara na maioria dos ambientes internos a partir da próxima semana, apenas duas semanas após a abolição da exigência”, relata o Disclose.tv.

O prefeito de Viena, Michael Ludwig, também anunciou que novas restrições serão impostas aos hospitais, o que permitirá a visita de apenas um paciente por vez.

Ludwig também se recusou a seguir a decisão do governo nacional de suspender os decretos de máscaras, que permanecerão em vigor.

Os membros da equipe nacional de coordenação de crise COVID da Áustria (GECKO) também podem ser forçados a renunciar devido à aparente “raiva” com a decisão do governo nacional de encerrar todas as restrições no início deste mês.

“Algumas pessoas estão sentindo altos níveis de ressentimento na Gecko”, disse o biólogo molecular Andreas Bergthaler.

Talvez alguém deva explicar a eles que não há absolutamente nenhuma correlação entre o fim das regras de lockdown e um aumento nos casos de COVID ou qualquer evidência do mundo real de que as máscaras funcionam para reduzir os níveis de infecção.

Como destacamos anteriormente, o Dr. Anthony Fauci também se recusa a descartar novas medidas de lockdown nos EUA, apesar de admitir que a taxa de mortalidade da nova subvariante é ainda menor do que a cepa original.

 

 

Artigo original aqui

1 COMENTÁRIO

  1. “Algumas pessoas estão sentindo altos níveis de ressentimento na Gecko”

    O espírito progresista explicado em uma única frase. Eu levei um tempo para compreender que tudo o que move a esquerda é inveja, ciúmes e rancor de todas as possibilidades que o livre mercado traz para a população média. A inveja não é dos ricos, pois são ricos em qualquer situação. Gostem ou não os aloprados vermelhos e estatistas, nós vivemos em uma sociedade hieraquizada. As elites naturais existem. Não estou falando da elite socialista, monopolista e globalizada que manda no mundo, dos quais a esquerda tanto adora. estou falando de elites naturais legítimas, a moda miseana de conquistar riquezas, ou seja, trocas voluntárias. O fato é que uma população independente e sem a lavagem cerebral dos campos de concentração chamados de escola pública, a esquerda em geral já teria desaparecido.

    A inveja esquerdista mata só com o olhar. Eu posso perceber isso qunado vejo um típico lacrador revoltado com a ausência de máscaras a partir deste fim de semana. Acabou – espero que para sempre! a fonte de lacração mais tóxica, inútil e mortífera de todos os tempos…