Aqui jaz o culto da máscara: 2020-2022

0
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Agora que a Casa Branca recuou, o culto das máscaras está oficialmente morto e enterrado.

Um dos cultos mais ridículos da história humana atingiu seu derradeiro estágio.

Na minha opinião, o regime das máscaras está oficialmente morto e enterrado.

Em muitas de nossas vidas cotidianas [pelo menos aqueles de nós que moram em Estados Livres], a máscara já se tornou uma coisa do passado que nem lembramos mais. A menos que você esteja entrando em um avião ou em um consultório médico, há muito tempo não há motivo para ter nenhum vestígio de máscara em sua posse.

Ainda assim, o ato de vestir o pano permaneceu um ritual humilhante para aqueles de nós que acreditam na liberdade humana. Serviu como um lembrete do poder contínuo do Regime de Segurança. Além disso, nos lembrou dos incontáveis ​​milhões de vidas arruinadas por nosso governo, pois esses atores e propagandistas sedentos de poder empregavam “medidas” de defesa da Histeria COVID supostamente projetadas para combater um vírus.

A máscara é muitas coisas. É um sinal de virtude política, um sinal de obediência, uma ferramenta para maior obediência, um mecanismo de vergonha, um sinal de um complexo de superioridade/inferioridade e um lembrete constante da desumanidade de nossa classe dominante. Não tinha nada a ver com ciência.

Para que a humanidade prosperasse, o culto da máscara teve que chegar a seu fim.

O avião foi o último suporte para o culto das máscaras. E na segunda-feira, uma juíza federal derrubou a ordem inconstitucional de máscara em avião do CDC, que, como praticamente tudo relacionado à Histeria COVID, foi justificada com puro charlatanismo. Em poucas horas, todas as companhias aéreas dos EUA cancelaram a exigência de máscara, assim como empresas de compartilhamento de viagens como Uber.

Por algum tempo no futuro, as “elites” e a classe complacente continuarão a espumar sobre os americanos serem “autorizados” a tomar decisões com base em suas próprias avaliações individuais de saúde.

Os verdadeiros crentes do culto da máscara continuarão a usar o sinal da máscaa até que finalmente aceitem silenciosamente a estupidez de usar continuamente um pedaço de pano sujo em seu rosto e rotulá-lo como um esforço científico e sanitário.

A destruição do culto às máscaras foi, sem dúvida, acelerada pelo punhado de cientistas, repórteres e ativistas destemidos que perseveraram apesar de serem alvo da horda histérica COVID. Não quero começar a citar nomes aqui porque definitivamente esquecerei alguém que foi de vital importância para esta luta, mas quero agradecer a cada um de vocês por lutar a boa luta.

 

 

Artigo original aqui

[Update: após a publicação deste artigo, a Casa Branca anunciou que recorreria da decisão do tribunal federal que disse que o CDC não tinha autoridade para declarar o decreto da máscara nos transportes aéreos]