Comediante que desmaiou no palco logo após se gabar de ter tomado 3 doses da vacina diz que não vai tomar a 4ª

7
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A comediante que desmaiou no palco depois de se gabar de ter recebido sua terceira dose de reforço disse ao Dr. Drew durante uma entrevista que ela provavelmente não receberá uma quarta dose.

Bom, isso é estranho.

Como reportamos anteriormente, Heather McDonald teve que ser levada às pressas para o hospital depois de cair em um show em Tempe, Arizona, no início deste mês.

“Estou vacinada, duplamente vacinada, com dose de reforço … e vacinada contra gripe … e não peguei COVID e Jesus me ama mais”, disse McDonald antes de cair no chão.

Durante uma aparição subsequente no Pergunte ao Dr. Drew, McDonald revelou que havia tomado duas doses da vacina da Pfizer, mas recebeu um reforço da Moderna “três semanas depois” de seu colapso no palco.

Drew disse que o período de tempo mais comum para as reações adversas das doses de reforços é dentro de “duas a três semanas” após a injeção e que o desmaio foi uma dessas.

Quando o Dr. Drew perguntou a McDonald se ela estava ciente de qualquer “evidência de miocardite”, a comediante disse que não sabia nada sobre isso.

“É uma inflamação do coração e muda um pouco a maneira como o músculo cardíaco funciona, por isso me esforcei muito naquele ecocardiograma”, explicou Drew.

McDonald não expressou nenhuma visão “anti-vacina” temida, mas ela disse que o colapso a fez reconsiderar se vacinar novamente.

“Quero dizer, você sabe, o que posso fazer agora… mas não acho que vou tomar o quarto reforço, vou dizer isso”, disse McDonald. “Acho que pra mim já deu.”

 

 

Artigo original aqui

7 COMENTÁRIOS

  1. As big techs eu não conheço nenhum libertário que não perceba a censura que elas aplicam!

    O que muda de cada um é a postura em relação a esse problema!

    Porém as mesmas big techs que censuram também circula muita informação necessária e existem muitos pontos de vistas que não foram censurados por muito tempo e ainda não são!

    Se nunca tivesse existido as big techs com certeza estariamos vendo jornal nacional até hj e numa situação de informação muito pior!

    Novas redes estão surgindo, com proposta tecnológica absolutamente diferente! E isso é o amadurecimento de uma tecnologia!

    Muito mais importante do que aplicar qualquer forma de represália a essas pessoas e empresas é trabalhar em novas tecnologias, ensinar e explicar sua necessidade para as pessoas!

    Seja agradecido pelo que as Big Techs proporcionaram no começo, trabalhe para construir um mundo melhor na informação! Não é possível num mundo como o de hoje você ter uma rede social de sucesso e não ter que ceder ao establishment! Mesmo se for libertário, católico fervoroso!

    • Richard Feynman, o ingênuo.

      A censura é percebida pelos libertários, mas não existe um consenso sobre as ações das Big Tech. A maior parte dos libertários diz que elas estão no seu direito. Mas isso explica somente uma situação ética, o direito das empresas privadas privadas. Mas que tipo de sociedade estas empresas estão criando, sabendo que as redes sociais são a nova verdade? que acusar uma pessoa de um crime que ela não cometeu, é belo e moral – e falsa comunicação de crime. O Monark é oficialmente nazista para o Youtube, já que ele foi desmonetizado. Como o Monark pode ser processado pela máfia estatal, este ato da Big tech é claramente uma prova contra a vítima. Isso, na minha opinião, é trabalhar ativamente por uma agenda totalitária, considerando que youtubers que declaram a quem quiser ouvir, que pessoas sejam fuziladas.

      É tradicional na forma de atuação do estado, liberar qualquer setor econômico para que o mercado faça uma seleção das melhores. E isso aconteceu com o Youtube, que de maneira legítima, domina amplamente o mercado de vídeos. A partir deste momento, o estado assume a questão e obriga as empresas a trabalhar para ele, de maneira passiva, evidentemente. Como compensação, as empresas ganham proteção contra a concorrência. Eu acho que isto está evidente. Não é por menos que grandes empresas são a favor de mais impostos e regulações, quando teoricamente elas deveriam pedir mais mercado.

      Eu gosto do YouTube, mas em troca de uns videos de gatinhos fofos – claro, não é só isso -, eu sou amplamente desinformado sobre assuntos relevantes. Como no caso da fraudemia por exemplo. Ou mesmo que liberdade de expressão tem limite, o que não é uma verdade evidente.

      O Youtube não é um monopólio legalmente – até o estado dizer que é, mas é de fato. Portanto, tem alguma coisa errada nesta história.

      Veja uma situação curiosa. Na minha área o Youtube deixa qualquer indivíduo se expressar, ou eles estão proibidos de atuar. Mas na área do Richard Feynman, o ingênuo, os censuradores podem trabalhar livremente. Os indivíduos acessar livremente o Youtube da sua área. Os indivíduos da minha área estarão bem ou mal informados sobre algo que nos afeta mutuamente? proibir uma atividade econômica não fere a ética libertária se isso estiver em contrato.

      A questão aqui então é, eu acredito, assim como muitos libertários – podemos estar errados, que o Youtube é um colaborador ativo da máfia estatal, logo, está violando a propriedade privada. E no final, o que o sistema quer, é o pensamento único estatista.

      De toda a forma eu entendo seu ponto.

      • Que eu sou ingênuo eu não tenho dúvidas!

        Eu já errei tanto e já acreditei tantas vezes no estado que eu mesmo fico na dúvida se eu devo discutir sobre qualquer assunto ou permanecer em silêncio!

        Agora eu não sei e não consigo imaginar qual alternativa existe para resolver o problema das big techs além de trabalhar e/ou esperar o surgimento e amadurecimento de novas tecnologias!

        Se você souber uma alternativa de ação prática eu ficaria feliz em ouvir!

        • Na verdade meu caríssimo, na atual conjuntura, as Big Techs tem total apoio do sistema e se misturam com ele de maneira natural. Do meu ponto de vista, nada muda. A questão fundamental é para quem é produtor de conteúdo. O que nós precisamos é de verdade, e neste caso, ninguém consegue sobreviver somente com a verdade. É exatamente por isso que nós como libertários somos o gueto do gueto.

  2. Não importa quantas vacinas a moça tenha tomado, ela será considerada negacionista e ponto final. Não são os próprios indivíduos que decidem se eles são negacionistas ou não, mas a turba de assassinos de reputação. Essas reações poderiam ter acontecido após a quarta, quinta doses. Não existe um critério específico para avaliar uma vacina experimental.

    Um dos ponto que me deixa bastante cético em relação ao movimento libertário é não existir um consenso sobre o comportamento criminoso e genocida das Big Techs censuradoras. Veja o comentário da nossa amiga McDonald ” a comediante disse que não sabia nada sobre isso.” Como ela poderia saber com a campanha em massa censurando qualquer informação – inclusive técnica como esta https://rothbardbrasil.com/enorme-estudo-revisado-por-pares-prova-que-a-ivermectina-funciona-contra-o-covid-19/