Fogueira de livros: Twitter cala dissidentes, bloqueia o conselheiro de Trump sobre COVID

1
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Uma multidão furiosa de cultistas de máscaras exigiu, e o Twitter obedeceu.

O Twitter decidiu bloquear a conta pertencente ao Dr. Scott Atlas, o principal conselheiro do COVID-19 do presidente, depois que um grupo de defensores da máscara exigiu uma queima de livro virtual com as opiniões do renomado médico sobre máscaras/coberturas faciais.

Em um tweet postado na manhã de sábado, o Dr. Atlas observou corretamente que não há nenhuma evidência particular de que as máscaras funcionem para impedir a disseminação do COVID-19. Ao fazer isso, ele citou a literatura de longa data sobre máscaras da Organização Mundial da Saúde, do CDC e da Universidade de Oxford. Ele vinculou a um excelente artigo do Instituto Americano de Pesquisa Econômica, que fornece muitos detalhes sobre como as coberturas faciais de pano e as máscaras não só não funcionam como anunciado, mas representam vários riscos adicionais relacionados e não relacionados à pandemia.

Abaixo o print do twitte censurado e deletado.

Além disso, o Rational Ground fez um ótimo trabalho ilustrando em gráficos como as máscaras não funcionam para impedir a disseminação do COVID-19.

Veja todos os seus gráficos de máscara aqui: https://rationalground.com/mask-charts/

O Dr. Atlas tem sido uma voz essencial no esforço de fazer o país voltar ao normal. Ele ajudou o governo Trump a aumentar a conscientização sobre as políticas destrutivas reacionárias do COVID-19, como quarentena e fechamento de escolas. Frequentemente, ele teve de enfrentar a imprensa e a burocracia do governo para transmitir as evidências e as estatísticas que apoiam a reabertura.

Seguindo o tweet do Atlas, um grupo de membros enfurecidos do culto de máscaras (que, aliás, nunca querem discutir a eficácia das máscaras, porque não há fatos do lado deles) exigiu a remoção do tweet.

Vejam aqui, aqui e aqui alguns exemplos das demandas dos verdadeiros crentes em máscara no Twitter.

O Twitter – que defendeu restrições maciças, conforme demonstrado por quem rotulou como um “especialista” do COVID-19 – acatou os pedidos logo em seguida. O gigante da mídia social não apenas excluiu o tweet, mas bloqueou a conta pertencente ao Dr. Atlas por um período indefinido de tempo.

A CNN escreveu um artigo comemorando a remoção do tweet de Atlas. A rede de mídia ativista entrou em contato com um porta-voz do Twitter, que lhes disse que “a política violada por Atlas proíbe o compartilhamento de conteúdo falso ou enganoso relacionado à Covid-19 que poderia causar danos”.

O Twitter não especificou nada compartilhado por Atlas relacionado ao COVID-19 que fosse falso ou enganoso.

Todo esse desastre é uma vergonhosa caça às bruxas partidária. Não tem nada a ver com ciência. Na verdade, o silenciamento da dissidência mina diretamente os métodos científicos ocidentais amplamente compreendidos de debate, observação e experimentação. “A Ciência” tornou-se um concurso de pureza, e aqueles que discordam de “A Ciência” devem ser totalmente removidos da conversa, de acordo com os queimadores de livros. Os indivíduos e grupos de censuradores não estão avançando a ciência. Em vez disso, eles se tornaram membros de um culto sem evidências que usa a palavra “ciência” para promover suas demandas.

 

Artigo original aqui.