Inflação: seu papel como gado leiteiro

0
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Tradicionalmente, a inflação é definida como “um aumento na quantidade de moeda em circulação”. Esse aumento quase sempre provoca um aumento no custo de bens e serviços, uma vez que, unidades monetárias mais abundantes reduzem sua raridade, em comparação com o fornecimento de bens e serviços, que permanece praticamente o mesmo. Portanto, não deveria ser surpresa se um aumento de 20% na quantidade de unidades monetárias se traduz em um aumento de 20% no preço de bens e serviços.

Infelizmente, nas últimas décadas, até mesmo os dicionários têm oferecido uma definição revisada de inflação, como “um aumento no preço de bens e serviços”. É uma pena, pois torna um assunto já confuso ainda mais difícil de entender.

Isso é especialmente verdadeiro para o cara comum que tem um mínimo de conhecimento de economia, mas percebe que, mesmo que seus salários aumentem (o que ele considera uma coisa boa), ele nunca parece progredir. No final, ele sempre parece piorar.

Digamos que você receba $ 4.000 por mês. Você faz um orçamento para moradia, alimentação, roupas, transporte, etc. Digamos que isso some $ 3800 por mês, e você espera economizar $ 200 por mês. Muitas vezes isso não acontece, pois as despesas não planejadas “surgem” e devem ser pagas. Então, no final, você economiza pouco ou nada.

Nesse ínterim, você está sonhando em comprar um carro novo, mas ele não pode ser comprado, porque você não tem dinheiro para alocar nele.

Então, seu chefe diz que a prosperidade recente resultou em um grande novo contrato para a empresa que permite que ele lhe dê um aumento de $ 200 por mês.

Esta é sua grande chance. Você vai à concessionária, compra o carro e acerta o pagamento de $ 200 por mês para pagá-lo.

No entanto, o que raramente é compreendido é que a “prosperidade” teórica é o resultado da inflação induzida pelo governo. O que parece ser prosperidade é apenas um aumento nos custos e, junto com ele, um aumento nos seus salários.

Você parece estar “progredindo”, mas aqui está o que realmente acontece …

A inflação que resultou no aumento de seu salário também aumenta os preços da maioria ou de todos os outros bens e serviços. Portanto, em vez de gastar $ 3.800 em despesas todos os meses, seus custos aumentaram para, digamos, $ 4.200.

Então, apenas alguns meses após o aumento de seu salário, você se dá conta de que, além de todas as suas despesas maiores (que você não imaginou quando comprou o carro), você agora tem a obrigação mensal extra do pagamento do carro de $ 200.

Um ano depois, você olha para trás e diz para si mesmo: “Bem quando eu estava finalmente progredindo, bem quando estava realizando meu sonho de ter um carro novo, todos aqueles empresários gananciosos aumentaram seus preços porque eles só querem ser ricos, e acabei sendo um perdedor.”

Não é bem assim. Os empresários aumentaram seus preços pelo mesmo motivo que todo mundo faz isso durante a inflação – porque seus custos também são mais altos e eles devem aumentar os preços ou sair do mercado.

Então, de fato … ninguém se saiu bem.

Mas, pior, você ficou para trás. Porque, agora, além das despesas mensais, você tem dívidas, e comprar no prazo é sempre mais caro do que pagar na hora.

À medida que o tempo passa, você se depara com emergências de um tipo ou de outro que afetam suas escassas economias. É preciso renegociar sua dívida com o banco para ficar com o carro e, claro, o banco exige um percentual maior do que antes, garantindo que sua situação econômica só vai piorar.

Portanto, a inflação não foi uma bênção, mas uma maldição.

E essa, de fato, é exatamente a ideia. Os bancos descobriram há muito tempo que, embora as pessoas tolerem apenas um determinado limite de tributação, elas não apenas tolerarão, mas receberão com prazer o imposto oculto da inflação. A ilusão de que elas estão “progredindo” lhes dá a falsa confiança para assumir dívidas, o que, com o tempo, os incapacitará.

O objetivo da inflação criada pelos bancos é extrair riqueza da população.

Ao aumentar regularmente a quantidade de moeda em circulação, os bancos criam um ambiente no qual o conceito de dívida parece ser benéfico. Como resultado, praticamente todos na sociedade de hoje não apenas têm dívidas; ele realmente acredita que não poderia melhorar sua vida, exceto por meio de dívidas.

Então, é essencialmente assim que a inflação funciona. No entanto, há um outro efeito de arrastamento da inflação que vem com a aposentadoria.

Quando chega a aposentadoria, quase ninguém que está preso no sistema descrito acima encontrou uma maneira de se livrar das dívidas. A inflação sempre engole quaisquer avanços que ele sinta que fez, porque a própria inflação criou esses avanços imaginários.

Pouco antes da aposentadoria, a maioria das pessoas tem suas casas, carros, etc. mais caros e parecem ter prosperado, mas também têm o maior nível de dívidas que já tiveram.

Se eles tiverem sido cuidadosos, eles podem ter economias e/ou investimentos que eles esperam que os ajudem em seus anos de crepúsculo. Mas eles descobrem rapidamente que a inflação continua após a aposentadoria. Poupança em bancos não dá mais lucro. Na verdade, elas fazem o oposto. A inflação leva mais do que as parcas economias de juros recebidas, resultando em uma perda anual de qualquer dinheiro mantido nos bancos.

Mas, a inflação continua a marchar, garantindo que os custos do aposentado continuarão a aumentar, mesmo com o declínio de suas economias.

Em essência, o conceito de inflação foi inventado pelos bancos como um imposto invisível – um meio pelo qual eles podiam extrair riqueza da população.

E, aqui, voltamos à reclamação original do indivíduo. Enquanto tenta equilibrar seu talão de cheques ou planejar sua aposentadoria, ele coça a cabeça e se pergunta: “Como é que não importa quanto mais dinheiro eu ganhe, nunca consigo progredir?”

Com efeito, o indivíduo é usado pelo sistema bancário como uma vaca leiteira. Durante toda a sua vida profissional, a inflação é cuidadosamente ajustada para extrair o máximo de valor monetário possível de seu trabalho, embora ainda o deixe capaz de continuar a produção.

Muito sombrio … Então, é isso mesmo, ou há uma saída?

Bem, para começar, seria muito útil sair de qualquer país onde a dupla drenagem monetária de tributação e inflação seja proeminente. (Ao sair, você pode dar um passo inicial para baixo, mas, a longo prazo, é mais provável que você prospere.)

Um movimento adicional seria recusar-se a pedir dinheiro emprestado para qualquer situação. Sim, isso significa que, conforme seus amigos exibem seus carros novos, você estará dirigindo um modelo mais antigo. Eles também viverão em casas mais agradáveis ​​do que você e serão “donos” de sua própria casa antes de você. Mas, em algum momento, uma vez que você está livre de dívidas, você os deixará para trás e, eventualmente, se aposentará bem.

Compreendendo a inflação e agindo de acordo com essa compreensão, as chances de viver sua vida como um gado leiteiro podem ser bastante reduzidas.

 

Artigo original aqui