O mito por trás dos passaportes de vacina

0
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Ainda encontro pessoas que pensam que é algum tipo de teoria da conspiração dizer que as vacinas não “impedem a propagação”.

Mas o diretor-chefe do CDC admitiu isso, e agora (com as evidências muito esmagadoras para serem ignoradas) o Dr. Fauci está admitindo isso, assim como está admitindo a diminuição da eficácia.

Estou chocado com a quantidade de pessoas que não percebem isso, ou que aceitam cegamente a propaganda por trás do sistema de passaporte de vacina que permitir que os vacinados interajam apenas com outras pessoas vacinadas “interromperá a propagação”.

Que outra explicação pode haver para o gráfico abaixo, a não ser que as vacinas não impedem a propagação? Esta é a Islândia, um dos países mais vacinados do mundo, e onde as restrições estão sendo reintroduzidas. (A linha laranja se refere a taxa de vacinação.)


Também gostaria de compartilhar este gráfico, cortesia de um amigo:


Ele escreve:

O que podemos aprender com este gráfico?
– escolas abertas não aumentam o covid
– estádios de futebol cheios não aumentam o covid
– a ausência de máscara não aumenta o covid
– ausência de decretos de vacina, não aumenta o covid

O que impulsiona essas curvas?

1) não sabemos totalmente, 2) na medida em que sabemos, a sazonalidade regional parece desempenhar o papel principal e 3) possivelmente restringida pela imunidade natural.

Nada de novo. Apenas mais um exemplo de como os especialistas estão errados sobre tudo novamente.

Para quem ainda quer mais, nosso amigo Ian Miller, que gera tantos gráficos devastadores, fez um comentário bastante engraçado sobre o que está abaixo.

Abaixo está Gibraltar, o lugar mais vacinado da Terra. A taxa de vacinação é fornecida como 100%.

Gibraltar teve apenas um punhado de mortes desde o início, muito antes de qualquer vacina existir.

Mas se você ainda tinha dúvidas sobre se as vacinas param a transmissão, aqui está Gibraltar. (A linha laranja se refere a taxa de vacinação.)

Comentando sobre este gráfico, Ian disse: “Eu me pergunto se, tipo, um único cara não vacinado em todo o país para e pensa, ‘como pode isso ser uma pandemia só minha?!'”

 

Da lista de e-mail de Tom Woods