O que Mises disse sobre Rothbard

0

Na última década, um punhado de economistas austríacos tem promovido agressivamente uma estranha história do desenvolvimento pós-guerra da tradição misesiana. Na narrativa deles, Friedrich Hayek e Israel Kirzner estavam desenvolvendo ativamente a abordagem de Mises à teoria e método econômicos quando Murray Rothbard apareceu e desviou o trem metodológico para o caminho errado. Por essa razão, Rothbard e seus seguidores – aos quais esses contadores de histórias se referem coletivamente e ironicamente como “os rothbardianos” – devem ser lidos fora do movimento austríaco. Em um artigo publicado no ano passado, expliquei por que essa história inventada pelos “detratores de Rothbard” está totalmente errada e forneceu provas textuais de que Mises e Hayek, assim como Henry Hazlitt, teriam discordado dela.

Apenas recentemente, outra prova apareceu confirmando a aprovação de Mises da interpretação de Rothbard de sua metodologia econômica a priori . Se trata de uma carta escrita por Mises ao membro da Sociedade Mont Pelerin e ao filósofo positivista francês Louis Rougier. O Dr. Patrick Newman descobriu a carta nos arquivos de Mises no Grove City College e gentilmente compartilhou uma cópia comigo.

Na carta, datada de 6 de dezembro de 1962, Mises está respondendo às críticas de um de seus livros por Rougier. Dada a data da carta e seu foco na epistemologia e metodologia, o livro em questão é provavelmente o último de Mises, The Ultimate Foundation of Economic Science: An Essay on Method, publicado em 1962. Resumindo sua posição, Mises escreve:

A prova do bolo está no comer. Só posso me referir à exposição sistemática de toda a doutrina da praxeologia em meu livro Ação Humana e, atualmente, no brilhante livro de um homem mais jovem, Murray N. Rothbard, Man, Economy and State. . . . .

Assim, Mises considerou claramente o tratado de Rothbard como uma atualização e um avanço de seu próprio sistema de teoria econômica. Mas isto não é tudo. Depois de um parágrafo recomendando a Rougier seu livro anterior sobre a metodologia da economia, Epistemological Problems of Economics, publicado pela primeira vez em alemão em 1933, Mises encerra a carta com um pedido a Rougier:

Mas, por favor, primeiro leia o livro de Rothbard. É muito interessante também do ponto de vista epistemológico.

Dadas as evidências, incluindo as palavras do próprio Mises, acho que resta pouca dúvida de que a tradição misesiana da teoria econômica e do método se dá através de Murray Rothbard.

 

Tradução de Paulo Roberto Cavalcante Junior

Artigo original aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.