Keynes, o Homem

0

John Maynard Keynes, o homem, seu caráter, seus escritos e suas ações ao longo de sua vida — foram compostas de três elementos que interagiram entre si e o guiaram.

O primeiro era seu excessivo egotismo, que garantiu a ele que ele poderia lidar com todos os problemas intelectuais rápida e precisamente e levaram ele a desconsiderar quaisquer princípios gerais que pudessem refrear seu ego desenfreado. O segundo foi seu forte senso de que ele nasceu para, e estava destinado a, ser um líder da classe governante da Grande Grã-Bretanha.

Esses dois traços levaram Keynes a lidar com pessoas e com nações de uma posição percebida por ele mesmo como de poder e dominância. O terceiro elemento foi seu profundo desprezo e desdém pelos valores e virtudes da burguesia, pela moralidade convencional, por seu patrimônio e parcimônia, e pelas instituições básicas da vida familiar.

 

 

 

 

 

______________

Originalmente publicado em Dissent on Keynes: A Critical Appraisal of Keynesian Economics, editado por Mark Skousen. New York: Praeger (1992), pp. 171–98.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.