Nascido na Púrpura

0
Tempo estimado de leitura: < 1 minute

KEYNES nasceu em condições especiais, um herdeiro para as classes governantes não apenas da Grã-Bretanha, mas também para os economistas britânicos. Seu pai, John Neville Keynes, foi um amigo próximo e antigo aluno de Alfred Marshall, professor de Cambridge e uma celebridade incontestável da economia britânica por meio século.

Neville Keynes desapontou Marshall ao falhar em cumprir sua promessa como prodígio, produzindo apenas um brando tratado de metodologia da economia, um assunto desdenhado como profundamente “não-inglês” (J. N. Keynes [1891] 1955).

O refúgio clássico para os acadêmicos fracassados sempre foi a administração universitária, então Neville alegremente sepultou a si mesmo na controladoria e em outras posições de poder dentro da administração da Universidade de Cambridge.

A psique de Marshall compeliu ele a sentir uma obrigação moral com Neville que foi além da pura lealdade da amizade e esse senso de obrigação foi estendido para além, para o filho amado de Neville, Maynard.

Consequentemente, quando Maynard eventualmente decidiu buscar uma carreira como economista em Cambridge, duas figuras extremamente poderosas nessa universidade — seu pai e Alfred Marshall — estavam mais do que prontos para dar a ele uma mãozinha.