Mises é a solução para as fraudes do tipo da FTX

0

Confira este clipe de Caitlin Long, do Custodia Bank, em uma conferência sobre Bitcoin no ano passado, explicando os perigos de exchanges de criptomoedas altamente alavancadas como a FTX. Long denuncia as práticas de Sam Bankman-Fried, enquanto divide o palco com o trader de criptomoedas que hoje caiu em desgraça.

Por que Caitlin conseguiu ver o que a maior parte do mundo financeiro, incluindo as principais instituições financeiras, não conseguiu? Ela leu Ludwig von Mises. Como ela explica, há uma diferença fundamental entre “dinheiro-mercadoria” e “dinheiro de circulação”, que Mises chama de “meio fiduciário” em seu tratado A Theory of Money and Credit.

Escrito há mais de 100 anos, as consequências do banco de reservas fracionárias alavancadas e do aumento artificial do crédito permanecem. O trabalho de Mises permanece vital em um mundo de bancos centrais hedonistas e um mundo financeiro moldado pelas perigosas falácias da má economia.

No caso da FTX, temos uma bolsa sem o apoio do estado, embora uma cujo CEO tenha tentado obter captura regulatória com doações a políticos poderosos e suas causas ideológicas prediletas. No clássico estilo beneficente, as falhas de Bankman-Fried agora estão sendo usadas por políticos sedentos de poder para promover a própria legislação que ele defendia, às custas de atores responsáveis ​​como Long. Em última análise, porém, as mesmas visões econômicas perigosas que sustentam sua abordagem às criptomoedas continuam a guiar o sistema financeiro tradicional do mundo.

A única saída é uma revolução ideológica sobre como a civilização considera o tema vital do dinheiro e dos bancos.

Como Mises observou neste importante trabalho, “Não é geralmente necessário um conhecimento muito profundo de economia para compreender os efeitos imediatos de uma medida; mas a tarefa da economia é prever os efeitos mais remotos e, assim, permitir-nos evitar tais atos como uma tentativa de remediar um mal presente, plantando as sementes de um mal muito maior para o futuro.”

 

[Colabore com a tradução em andamento do livro TEORIA DA MOEDA E DO CRÉDITO, de Ludwig von Mises. Para saber mais detalhes, confira aqui]

Artigo original aqui

 

Veja também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.