Passaporte de vacina talvez seja a política mais inútil da história mundial

0
Tempo estimado de leitura: 10 minutos

A disputa entre decreto de máscara e passaportes de vacina de qual é a política mais inútil se intensifica

Passaportes de vacinas são abomináveis.

Qualquer discussão sobre passaportes de vacina deve começar reconhecendo que simplesmente aceitar a premissa de passaportes de vacina é inaceitável. Eles são uma violação terrível e devastadora dos direitos humanos, autonomia e liberdade que é a antítese da vida em uma sociedade livre.

Não há argumento moral ou ético para passaportes de vacina que seja remotamente aceitável. Eles são uma desgraça absoluta, e se a sanidade algum dia retornar à humanidade, eles serão vistos como uma mancha vergonhosa na história – um daqueles momentos que as gerações futuras olham para trás espantadas em como uma espécie supostamente inteligente foi capaz de cometer ou aceitar tal intrusão governamental opressora.

Dito isso, se sua ideologia política exige que você apoie passaportes de vacinas para sustentar seu senso de superioridade imerecido e manter a pretensão de se preocupar com a “ciência”, qualquer grau de honestidade intelectual neste ponto exigiria que você abandonasse esse apoio.

Os passaportes de vacinas estão fracassando.

E eles não estão apenas fracassando um pouco. Eles estão fracassando catastroficamente. Fracasso em um nível nunca visto durante picos COVID anteriores. Eles estão fracassando em controlar a COVID, em manter as pessoas “seguras”, em fornecer qualquer coisa de valor remoto, que não seja a crescente desconfiança em governos, funcionários de saúde pública e, em última instância (e tragicamente), vacinas.

Cobrir a escala total do colapso das pretensões dos passaportes de vacina exigiria um livro inteiro, ou talvez vários livros, mas é importante acompanharmos, em tempo real, alguns dos melhores exemplos.

Se qualquer indivíduo que alega se preocupar com a “ciência” ou “acredita que a ciência é real” ainda apoia o passaporte de vacinas, ele perdeu todo e qualquer direito de ser levado a sério.

Nova Iorque

Na verdade, só precisamos de um exemplo da total inutilidade dos passaportes de vacinas, e é Nova York.

Nova York é o garoto-propaganda da incompreensível incompetência por trás de nossa resposta COVID, do desastre do lar de idosos de Andrew Cuomo aos intermináveis ​​fechamentos de escolas da governadora Kathy Hochul e seus funcionários de saúde mentindo descaradamente para justificar seu decreto de máscara inútil.

Mas para não ser superado pela estupidez de todo o resto do estado, o prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, durante o verão, decidiu tomar a última ação incrivelmente idiota restante e exigir passaportes de vacinas para quase todas as atividades internas na cidade.

Acha que estou exagerando? Aqui estava a lista inicial de empresas obrigadas a pedir aos clientes que apresentassem prova de vacinação:

  • Restaurantes, padarias e cafeterias
  • Salas de catering, cafetarias, espaços para eventos e salas de buffet
  • Bares e boates
  • Espaços gastronômicos em mercearias
  • Restaurantes fast food
  • Cinemas e teatros
  • Música ao vivo e locais para shows
  • Museus, salas de exposições e galerias
  • Aquários e zoológicos
  • Arenas e estádios esportivos
  • Centros de convenções
  • Pistas de boliche, salões de bilhar, centros de jogos e fliperamas
  • Academias, centros de fitness, aulas de ginástica e piscinas
  • Estúdios de dança
  • Cassinos
  • Locais de entretenimento adulto

Também agora é um crime falsificar um registro de vacina em Nova York.

A partir de três semanas e meia atrás, qualquer criança de cinco anos ou mais também deve apresentar prova de vacinação nesses estabelecimentos. Não sei quanto a você, mas mal posso esperar para ouvir sobre o primeiro menino de cinco anos preso por mostrar um cartão de vacinação falso.

Aqui está o que o prefeito tinha a dizer sobre os passaportes de vacina como uma ferramenta de punição para aqueles que não cumpriram suas diretrizes:

    Queremos deixar bem clara a separação entre todas as coisas boas, todas as oportunidades, todos os aspectos positivos que estarão disponíveis para as pessoas que foram vacinadas e um mundo cada vez mais limitado para as pessoas que não foram vacinadas.

De Blasio também, de forma hilariante, acreditava que sua ferramenta de punição “pararia” as variantes COVID:

    “O objetivo aqui é convencer a todos que esta é a hora. Vamos impedir a variante delta”, disse de Blasio aos repórteres. “Isso significa que todos devem ser vacinados agora.”

Uma história da Vox cobrindo essa política incrivelmente tirânica e, em última análise, inútil, acabou dizendo o que estava implícito mas não era para ser dito – que os passaportes de vacina foram feitos para segregar atividades, e também expressou “esperança” de que outros governos notassem, pois os passaportes de vacina poderiam “ajudar a impedir a propagação:”

    Se uma grande cidade mostrar que os decretos das vacinas ajudam a impedir a propagação, há esperança de que outros governos locais notem. No mínimo, a cidade de Nova York está mostrando a seus residentes e visitantes que tomar a vacina pode abrir portas.

Então, com todos esses ambientes internos limitados a indivíduos vacinados por meses, com “todas as coisas boas, todas as oportunidades, todos os aspectos positivos” disponíveis apenas para aqueles que estão totalmente vacinados, até mesmo crianças, a cidade de Nova York deve estar ótima, certo?

Bem, vejamos!

Ai meu filho, isso não é nada bom.

Sim, então… os passaportes da vacina obviamente não estão funcionando. Além disso, eles não estão funcionando de forma tão dramática a ponto de os casos serem mais do que o dobro do pico de janeiro de 2021.

Este é um fracasso dramático e notável. Fracasso incrível. Fracasso que significa um nível de incompetência entre funcionários de saúde e políticos que deveria ser imediatamente desqualificante.

Lembre-se de que de Blasio afirmou que vacinar todos por meio de coerção e limitação de atividades iria “interromper” uma variante, e como Vox esperava que Nova York desse um exemplo, porque os decretos da vacina ajudariam a “interromper a propagação?”

Sim. Sobre isso.

Em 19 de dezembro, o código postal da cidade de Nova York com a taxa de casos mais alta era 10003, que cobre a região de East Village/Gramercy/Greenwich Village. A média de 7 dias foi de 348,3 casos por 100.000 residentes.

O valor mais alto que a Flórida já atingiu foi de 137,9 por 100.000 residentes.

84,2% dos residentes em 10003 foram pelo menos parcialmente vacinados e vivem sob alguns dos requisitos de passaporte de vacina mais rígidos do mundo. Os casos são aproximadamente 2,5 vezes maiores do que os maiores números de caso que a Flórida já teve.

Se você acha que este pode ser um exemplo escolhido a dedo para provar um ponto, continue lendo.

Aqui estão os outros códigos postais principais na taxa de casos de 7 dias:

  • 10011, Manhattan 336,9
  • 10016, Manhattan 317,9
  • 10012, Manhattan 313,5
  • 10013, Manhattan 311,8
  • 10014, Manhattan 298,6
  • 10036, Manhattan 293,1
  • 10065, Manhattan 288,8
  • 10006, Manhattan 278,8

Veja como isso se parece visualmente, em toda a cidade:

Mas talvez Manhattan como um bairro tenha taxas de vacinação mais baixas do que a média! Talvez seja este o fator que está causando isso!

Ah. Caramba. Isso é confuso.

Portanto, com certeza, os passaportes de vacina estão fracassando na primeira grande cidade a adotá-los, e com certeza, o bairro com a maior taxa de vacinação está tendo mais casos novos e, com certeza, os passaportes de vacina foram especificamente projetados para punir aqueles que não cumprem e já provaram ser completamente inúteis em “parar a propagação”, mas pelo menos os políticos em outras cidades estão se referindo a Nova York como justificativa para promulgá-los:

  A partir de 3 de janeiro, a cidade de Chicago exigirá que os usuários de determinados espaços internos sejam vacinados contra COVID-19.

Esta decisão é impulsionada em parte pela variante Omicron e está em linha com os requisitos já em vigor em outras grandes cidades, incluindo Nova York e Los Angeles.

O embuste e o gaslighting são intermináveis.

E o mais importante, podemos comparar a cidade de Nova York aos condados vizinhos sem passaportes de vacina para ver o quão eficaz ou ineficaz essa política é. Os resultados podem te surpreender!

 

Bem, eu deveria ter dito, os resultados podem surpreendê-lo se você acreditar na Ciência™ e administrar as principais instituições de saúde pública dos Estados Unidos.

É claro que a cidade de Nova York tem, de longe, as taxas de casos mais altas de qualquer um desses condados vizinhos. Claro que sim. Nenhuma outra nem chega perto.

E antes que você grite “densidade”, por que a densidade não levaria Nova York a ter taxas de casos significativamente mais altas em qualquer ponto de 2021 até agora?

Incrivelmente, esse aumento faz com que o último inverno pareça pequeno. Basta olhar para a aparência da versão anterior deste gráfico:

E a nova versão novamente para comparação:

Literalmente é praticamente impossível conceber uma política que fracasse de forma tão espetacular como esta. E sim, claro – isso é claramente culpa de Ron DeSantis.

São Francisco

O pensamento de grupo é uma droga incrivelmente poderosa. E com COVID, só piorou.

A velha questão, “se seus amigos pulassem de uma ponte, você faria isso também?” é notavelmente aplicável ao pesadelo sem fim de “intervenções” de COVID.

São Francisco é o lar do pensamento de grupo ao estilo de cultos, então é lógico que eles imitariam imediatamente o exemplo de Nova York, exigindo passaportes de vacina para a maioria das atividades internas.

Aqui está como o site oficial de São Francisco descreve os requisitos da vacina (ênfase adicionada):

    Você precisará apresentar prova de que foi vacinado para entrar em ambientes fechados em alguns lugares de São Francisco, como:

Bares

Restaurantes

Clubes

Academias

Grandes eventos fechados

Qualquer empresa ou evento que sirva comida ou bebidas em ambientes fechados

Nestes locais, todas as pessoas com 12 anos ou mais terão de apresentar um comprovativo de vacinação. Você ainda precisará usar máscara na maioria desses locais, mesmo que esteja vacinado.

Você não pode usar uma auto-declaração de vacinação ou um teste COVID-19 negativo. Você deve ter prova de que está vacinado.

Estamos exigindo vacinas para proteger a todos contra a disseminação contínua de COVID-19. Queremos reduzir a disseminação do COVID-19 e manter abertas as empresas de São Francisco.

Perceberam? Máscaras necessárias em todos os lugares. É necessária prova de vacinação. Náo aceitam auto-declaração, nem teste negativo, nem imunidade natural. Apenas prova de vacinação. É a única maneira de manter todos seguros e proteger contra a disseminação contínua do COVID-19.

São Francisco também tem uma das taxas de vacinação mais altas do mundo. 91,1% da população recebeu pelo menos uma dose de vacinação. Ainda mais alta que Manhattan!

Todas as outras faixas etárias estão na taxa de vacinação de 95% limitada pelo CDC.

Com certeza, absoluta, São Francisco deve estar evitando completamente uma onda, certo?! Quer dizer, eles exigem máscaras. Eles exigem comprovante de vacinação. Eles têm uma das taxas de vacinação mais altas do mundo. Eles dizem especificamente que estão essas coisas para proteger a todos contra a disseminação contínua do COVID-19. Tem que estar funcionando!

A curva fala por si.

São Francisco vai estabelecer um novo recorde de casos em questão de dias. Os casos aumentaram 253% nas últimas duas semanas. Eles não protegeram “todos contra a disseminação contínua do COVID-19”.

Passaportes de vacinas nunca tiveram chance de funcionar. Eles nunca funcionarão. Porque os passaportes de vacinas são uma das políticas mais inúteis da história mundial.

Estes passaportes nem mesmo realmente impactaram a taxa de vacinação. Em 20 de agosto, 87,2% dos adultos em São Francisco haviam recebido pelo menos uma dose de vacinação. Um mês depois, isso havia subido 2 pontos percentuais. Na verdade, a tendência de vacinação de adultos na cidade diminuiu.

Os aumentos na porcentagem total da população só ocorreram quando as crianças de 12 anos e de 5 a 11 anos puderam receber as vacinas.

Passaportes de vacina é uma política completamente e totalmente inútil.

Los Angeles

Na esperança de não ser repetitivo, saiba apenas que a Câmara da cidade de Los Angeles votou de forma esmagadora pela aprovação de alguns dos requisitos de passaporte de vacinas mais rígidos dos Estados Unidos.

Ele se aplica a quase todos os locais fechados da cidade, além dos requisitos do Condado de Los Angeles. Os membros da Câmara referiram repetidamente sua própria ignorância e incompetência ao discutir a medida:

    Nury Martinez, a presidente da Câmara Municipal, disse que o decreto ajudará Los Angeles a “finalmente voltar aos trilhos da normalidade”.

“Angelenos merecem ver o outro lado desta pandemia – onde podemos voltar a andar sem máscaras, sem restrições e sem medo”

No entanto, vereadores que apoiam a portaria disseram que ela visa reduzir o risco de novos surtos de COVID-19.

Então, naturalmente, como os passaportes de vacina vão reduzir o risco de novos surtos de COVID-19, LA evitou totalmente qualquer aumento de casos, certo?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: O número de casos de COVID-19 em L.A. mais que dobrou em um dia, sendo “um dos maiores aumentos” que as autoridades de saúde já viram.

Opa!

Isso com certeza parece o início de um surto, não é?

Ah, e não se preocupe, LA está pior do que o vizinho Orange County sem passaportes de vacina:

Los Angeles, com alguns dos requisitos de passaporte de vacina mais rígidos do mundo, agora tem o dobro da taxa de casos do vizinho Orange County, sem passaporte de vacina algum. Com base neste fracasso inequívoco, prepare-se para que os especialistas e a mídia exijam mais passaportes de vacinas

Acertaram em cheio de novo hein, políticos e especialistas!

Os passaportes de vacinas não funcionam.

Eles foram total e completamente refutados como uma política, além das implicações morais e sociais inaceitáveis.

A Europa nos mostrou que eles não funcionaram, e agora os Verdadeiros Crentes nos Estados Unidos estão vendo eles fracassarem em cumprir o que foi previsto.

Eles não aumentam drasticamente as taxas de vacinação, eles não evitam picos, eles não evitam que os casos aumentem para novos picos e eles absolutamente não nos permitem “voltar ao normal”.

Eles não fazem nada. Literalmente nada. São uma das políticas mais inúteis já concebidas pelo homem, com efeitos colaterais comprovadamente negativos e nenhum benefício. É um nível de incompetência, ignorância e exagero do governo diferente de tudo que já vimos antes.

Os políticos são tão incompreensivelmente crédulos que ainda acreditam nos mesmos “especialistas” que não acertaram absolutamente nada em quase dois anos.

Não há outra palavra para isso. É estupidez. Estupidez desenfreada e interminável. As pessoas que dirigem os governos locais e gerenciam nossos departamentos de saúde são, na maioria das vezes, simplesmente estúpidas.

Elas são o denominador comum mais idiota, incapaz de qualquer outra coisa senão um pensamento de grupo idiota e refutado.

Mas, ei, não desanimem, a boa notícia é que, após o fracasso conclusivo dos passaportes de vacinas, muitas outras cidades estão se juntando ao partido da incompetência e ordenando uma das mais políticas inúteis da história mundial.

 

 

Artigo original aqui