Uma nota sobre o novo “padrão ouro” russo

1
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Após dez dias de oferta de compra de ouro por um número fixo de rublos, o banco central russo anunciou que, daqui para frente, pagará taxas negociadas em futuras compras de ouro em rublos.

Na sexta-feira, 25 de março de 2022, o Banco da Rússia anunciou que estabeleceria um preço fixo para compras de ouro feitas com rublos a partir de segunda-feira, 28 de março a 30 de junho de 2022. (Também em 28 de março, o governo russo anunciou ainda que as compras internacionais de commodities não podem mais ser feitas em dólares ou euros, mas sim que tudo, desde petróleo e gás natural até grãos e metais industriais, deve ser transacionado em rublos.)

Naquela época, o Banco da Rússia estava disposto a comprar ouro de bancos russos a um valor fixo de 5.000 rublos por grama, o que estabeleceu um “piso” efetivo no rublo. A 31,1 gramas por onça troy, com o banco central russo oferecendo ouro a 5.000 rublos por grama, uma onça de ouro seria comprada por 155.500 rublos.

Os objetivos do Kremlin são óbvios: eles procuram forçar as nações a fazer transações em sua moeda que, devido a uma ampla e crescente gama de sanções ocidentais, foi fortemente desvalorizada. Eles também, ao exigir o pagamento em rublos, estão tentando aumentar a demanda por sua moeda enquanto rejeitam o comércio usando o meio familiar de dólares americanos.

Os mercados de Londres se recusam a aceitar ouro russo há algumas semanas. No entanto, o rublo se recuperou de seus mínimos de 138,93 para US$ 1 em 7 de março de 2022 para entre 78 e 82 por dólar nos últimos dias. A taxa de câmbio agora está mais ou menos onde estava quando a invasão da Ucrânia começou em 24 de fevereiro de 2022. A demanda pelo rublo para consumar as compras de energia e grãos, perdas no campo de batalha (principalmente a incapacidade das forças russas de tomar Kiev) e a crescente improbabilidade da intervenção da OTAN também estão moderando as taxas de câmbio do rublo.

Taxa de câmbio RUBUSD (2020 – presente)

(Fonte: Bloomberg Finance, LP)

A decisão do Banco da Rússia de aumentar as taxas de juros para mais de 20%, interrompendo o fluxo de poupança dos bancos russos, também estabilizou o sistema financeiro.

Taxa de juros principal do Banco da Rússia (2020 – presente)

(Fonte: Bloomberg Finance, LP)

Mas nem a mudança de hoje nem a medida de compra original de “5.000 rublos por grama” constituem um padrão-ouro, apesar do entusiasmo de certos especialistas da mídia. Um padrão-ouro genuíno exigiria que o banco central russo comprasse e vendesse (ou seja, trocasse) ouro e rublos; e fazê-lo de acordo com um peso ou quantidade fixa de ouro por unidade monetária.

No acordo anterior, o preço efetivo de compra do ouro às vezes era menor do que o preço mundial (dólar) de uma onça de ouro, de acordo com o Shanghai Metals Market, o principal provedor de plataformas de internet integrada de metais não ferrosos e ferrosos da China.

    Há duas semanas, o banco central da Rússia anunciou que deixaria de comprar ouro oficial de bancos locais devido a um aumento na demanda de consumidores comuns. O banco central da Rússia disse na sexta-feira [25 de março] que pagaria um preço fixo de 5.000 rublos (US$ 52) por grama de 28 de março a 30 de junho, a partir desta semana. Isso é inferior ao valor de mercado atual de cerca de US$ 68.

A maioria das entidades que vendem ouro ao banco central russo a esses preços só o fariam se estivessem desesperadas por rublos ou não quisessem/não pudessem acessar negociantes de ouro que oferecem o preço mundial do ouro em dólares. Enquanto isso, os cidadãos russos estão muito mais interessados ​​em comprar ouro.

Imagina-se que as novas taxas de compra de ouro negociadas permitirão que as autoridades russas estabeleçam taxas de acordo com a motivação dos vendedores, descontando por imediatismo. Além disso, as nações politicamente mais amigáveis ​​ao Kremlin receberão condições de compra mais favoráveis. Além disso, parece provável que entre os vendedores de ouro haja entidades que se aproveitem de uma rara oportunidade de fornecimento de liquidez confidencial, incluindo elementos do crime organizado, grupos terroristas, indivíduos com ativos ocultos e estados desonestos em particular. Já existem indicações de que a Rússia está cada vez mais organizando certos assuntos comerciais de acordo com a operação de outros estados párias.

Apesar do clamor de manchetes incorretas sobre a adoção do ouro pela Rússia, isto continua sendo um passo positivo. O ouro está sendo usado tangencialmente para tornar um dinheiro existente mais sólido. É muito lamentável que essas medidas estejam vinculadas a um evento tão terrível quanto a Guerra Rússia-Ucrânia, mas pode dar a outras nações em circunstâncias menos terríveis a motivação e, de fato, a coragem para fortalecer suas moedas desgastadas.

 

 

Artigo original aqui

1 COMENTÁRIO

  1. “Além disso, as nações politicamente mais amigáveis ​​ao Kremlin receberão condições de compra mais favoráveis.”

    Raramente eu comento política concreta. Mas a política concreta está pouco ligando para o meu pensamento.
    Que seja. Eu gostaria de saber o que dizem os filhos da puta da esquerda – devem estar mudos, sabendo que graças a visita do presidente antes da guerra, a Rússia não considera o Brazil oficialmente uma nação inimiga, como tantas outras que estão na lista negra de Moscou…

    Como libertário contra a guerra entre as oligarquias de mafiosos estatais democráticos – e sem maiores pretenções, que só fazem o povo sofrer – incluíndo os que são obrigados a lutar, só estou interessado em entender, nada além disso. E neste sentido, agradeço o Instituto Rothbard por trazer artigos fora do que publica a extrema mídia globalista.