Vacina Covid – O deus que falhou

0

Como abrir os olhos de quem ainda acha que as vacinas Covid estão funcionando como prometido

Digamos que você acabe falando sobre a vacina. (Eu sei, quais são as chances?)

E vamos dizer que as pessoas com quem você está falando não são fanáticos das vacinas que pensam que o único problema com os campos de internação da Austrália é que eles não são rígidos o suficiente. Digamos que sejam pessoas razoáveis. Talvez elas até tenham sido vacinadas e não tenham certeza sobre as doses de reforço ou se devem vacinar seus filhos.

Elas ouviram que quase todas as mortes de Covid na Grã-Bretanha ocorreram em pessoas vacinadas. Mas elas também ouviram sobre o relatório do Centro de Controle de Doenças de que os não vacinados correm um risco muito maior. Elas também ouviram sobre a nova variante, é claro.

Muitos números. Tanta ciência! E apesar dos últimos 20 meses, elas ainda acreditam que as autoridades de saúde pública não exagerariam a ameaça da Covid ou manipulariam dados para assustá-los.

Elas estão legitimamente confusas. E você tem cerca de cinco minutos antes do fim do intervalo para ajudá-las a entender a verdade.

O que você faz?

Primeiro, não fale sobre todas as causas de mortalidade. Não sabemos ainda o que está causando isso (embora eu tenha alguns gráficos perturbadores para divulgar em breve), e é muito estranho e assustador para a maioria das pessoas considerar isto.

Em segundo lugar, não os sobrecarregue com detalhes. Doença de Marek, risco de aumento dependente de anticorpos, viés do usuário de vacina saudável, estratificação de idade, manipulação de desenho de ensaio clínico, fatores de confusão não ajustados, titulação em declínio, maturação de células B, esquemas de reforço, anticorpos anti-idiotipo, migração de proteína de pico, trombocitopenia trombótica induzida por vacina – não vá por esse caminho.

Mesmo tentar explicar que o CDC mudou a definição de vacina – e sim, o CDC com certeza mudou a definição de vacina – pode ser difícil.

Em vez disso, tente uma pergunta simples. O mais simples possível. O equivalente em saúde pública da pergunta que Ronald Reagan fazia: você está melhor hoje do que há quatro anos?

A questão é esta: se as vacinas funcionam, o que está acontecendo?

Lembre-os: já estamos há quase um ano nas campanhas de vacinação em massa. Mesmo antes de começarem, especialistas em saúde pública, mídia e políticos prometeram explícita e repetidamente que as vacinas acabariam com a epidemia se um número suficiente de pessoas as tomassem.

Agora, os Estados Unidos e especialmente a Europa vacinaram um grande número de seus cidadãos com vacinas de mRNA e DNA que surgiram extremamente eficazes em testes clínicos. Em muitos países europeus, mais de 90% de todos os adultos estão vacinados.

No entanto, a Covid não apenas não desapareceu, como muitos desses mesmos países, como a Dinamarca, estão agora registrando níveis recordes de infecções.

E as mortes também estão aumentando – as mortes na Alemanha só estão atrás do pico do inverno passado.

Se as vacinas funcionam, o que está acontecendo?

E se não funcionam, por que diabos alguém que não está sob um risco muito alto da Covid concordaria em participar de outras rodadas desse experimento fracassado? Ainda mais permitir que seus filhos sejam vacinados?

Uma questão. Uma questão que levanta outras cem questões.

 

 

Artigo original aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.